Prevalence of mesiodens in orthodontic patients with deciduous and mixed dentition and its association with other dental anomalies

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-12-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Dental Press International

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

OBJECTIVE: To determine the prevalence of mesiodens in deciduous and mixed dentitions and its association with other dental anomalies. MATERIAL AND METHODS: Panoramic radiographs of 1,995 orthodontic patients were analyzed retrospectively, obtaining a final sample of 30 patients with mesiodens. The following aspects were analyzed: gender ; number of mesiodens; proportion between erupted and non-erupted mesiodens; initial position of the supernumerary tooth; related complications; treatment plan accomplished; and associated dental anomalies. The frequency of dental anomalies in the sample was compared to reference values for the general population using the chi-square test (c²), with a significance level set at 5%. RESULTS: The prevalence of mesiodens was 1.5% more common among males (1.5:1). Most of the mesiodens were non-erupted (75%) and in a vertical position, facing the oral cavity. Extraction of the mesiodens was the most common treatment. The main complications associated with mesiodens were: delayed eruption of permanent incisors (34.28%) and midline diastema (28.57%). From all the dental anomalies analyzed, only the prevalence of maxillary lateral incisor agenesis was higher in comparison to the general population. CONCLUSION: There was a low prevalence of mesiodens (1.5%) in deciduous and mixed dentition and the condition was not associated with other dental anomalies, except for the maxillary lateral incisor agenesis.

Resumo (português)

OBJETIVO: determinar a prevalência de mesiodens nos estágios de dentição decídua e mista, e verificar sua associação com outras anomalias dentárias. MÉTODOS: radiografias panorâmicas de 1.995 pacientes ortodônticos foram analisadas retrospectivamente, obtendo-se uma amostra de 30 pacientes com o mesiodens. Os seguintes aspectos foram analisados: distribuição entre os sexos, número de mesiodens; se irrompido ou não irrompido; posição; complicações; tratamento instituído, e anomalias dentárias associadas. A frequência de anomalias dentárias na amostra estudada foi comparada a valores de referência para a população em geral por meio do teste qui-quadrado (c²), com um nível de significância de 5% (p < 0,05). RESULTADOS: a prevalência de mesiodens foi de 1,5%, sendo mais comum no sexo masculino (1,5:1). A maior parte dos mesiodens estavam não irrompidos (75%) e numa posição vertical, voltada para a cavidade bucal. O tratamento mais empregado foi a exodontia. As principais complicações associadas ao mesiodens foram o atraso na erupção dos incisivos permanentes (34,28%) e diastema mediano (28,57%). Pacientes com mesiodens não apresentaram prevalência aumentada de microdontia, agenesia de dentes permanentes ou outros supranumerários. De todas as anomalias analisadas, apenas a prevalência de agenesia de incisivo lateral superior mostrou-se aumentada em comparação à população em geral. CONCLUSÃO: o mesiodens foi encontrado em uma prevalência baixa (1,5%) nas dentições decídua e mista, e não apresentou associação com outras anomalias dentárias, com exceção da agenesia de incisivo lateral superior.

Descrição

Idioma

Inglês

Como citar

Dental Press Journal of Orthodontics. Dental Press International, v. 18, n. 6, p. 93-99, 2013.

Itens relacionados

Financiadores

Coleções