Aspectos epidemiológicos de risco associados à prevalência de Leishmaniose Visceral Canina no município de Piacatu.

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2018-08-06

Orientador

Silva, Tereza Cristina Cardoso da
Bresciani, Katia Denise Saraiva

Coorientador

Pós-graduação

Ciência Animal - FMVA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Leishmaniose visceral é uma doença infecciosa, de potencial zoonótico, negligenciada e um sério problema de saúde pública em muitas partes do mundo. Dada à importância epidemiológica, a pesquisa teve como objetivo identificar soroprevalência, distribuição espacial e os fatores de risco relacionados à ocorrência de casos de leishmaniose visceral canina (LVC) no município de Piacatu. Foram analisados dados de inquérito censitário canino, com coleta de amostras de 833 animais, com posterior mapeamento dos casos positivos e aplicação de questionário epidemiológico casa a casa em locais de ocorrência de LVC. Baseado nos dados da análise soro- epidemiológica e espacial observou-se que ocorreram associações significativas entre fatores de risco e prevalência de LVC. Medidas de controle da LV necessitam ser intensificadas e direcionadas ao controle de vetores com identificação de flebótomos infectados, manejo ambiental e avaliação do real potencial de transmissão de gatos e animais considerados sorologicamente negativos.

Resumo (inglês)

Visceral leishmaniasis is an infectious disease of zoonotic potential, neglected and a serious public health problem in many parts of the world. Given the epidemiological importance, the research aimed to identify seroprevalence, spatial distribution and risk factors related to the occurrence of cases of canine visceral leismaniasis (LVC) in the city of Piacatu. Data from a canine census survey were analyzed, with samples collected from 833 animals, with subsequent mapping of the positive cases and application of an epidemiological questionnaire at places with LVC occurrence. Based on data from the seroepidemiological and spatial analysis it was observed that there were significant associations between risk factors and prevalence of LVC. Control measures of LV need to be intensified and directed to the control of vectors with identification of infected sandflies, environmental management and evaluation of the real transmission potential of cats and animals considered serologically negative.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Financiadores