Deficiência auditiva referida em inquérito de saúde no município de Botucatu, ISA-SP, 2001-02

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-05-07

Orientador

Oliveira, Luiz Roberto de

Coorientador

Pós-graduação

Saúde Coletiva - FMB

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Estimar a prevalência de deficiência auditiva na população urbana de Botucatu-SP e analisar as condições de vida e uso dos serviços de saúde das pessoas que relataram tal agravo. Análise do banco de dados pertencente ao estudo Saúde e Condição de Vida em São Paulo: Inquérito Multicêntrico de Saúde no Estado de São Paulo. ISA-SP (CESAR et al., 2005), um estudo epidemiológico de prevalência, realizado por meio de entrevistas domiciliares a partir de uma amostra probabilística, estratificada por conglomerados definidos pela escolaridade do chefe de família. A população estudada foi composta pelos entrevistados que referiram dificuldade auditiva e surdez segundo variáveis que compõem o banco de dados: faixa etária, gênero, duração, etiologia, atividades prejudicadas, uso dos serviços de saúde e condições de vida. A taxa de prevalência de deficiência auditiva foi de 6,18%, sendo 4,78% de dificuldade auditiva e 1,4% de surdez. Ocorreu maior taxa de prevalência de deficiência auditiva em estratos etários mais elevados, com diferença estatisticamente significante nos grupos acima de 59 anos . O gênero masculino apresentou maior taxa de prevalência de deficiência auditiva que o feminino, entretanto, estas diferenças não foram estatisticamente significantes. As etiologias atribuídas de maior ocorrência foram as relacionados ao trabalho (21,63%) e doenças (20,04%). A deficiência auditiva acarretou prejuízos mais significativos em atividades escolares (31,86%), seguidas por lazer (26,35%) e trabalho (25,98%). A grande maioria dos sujeitos com deficiência auditiva (80,59%) referiu não necessitar de assistência profissional e, dos que relataram necessitar, apenas 53,52% fazem uso de tal atendimento. Em relação às condições de vida, verificou-se maior proporção de deficientes auditivos em níveis mais baixos...

Resumo (inglês)

To assess the hearing loss prevalence in the urban population in Botucatu, a city in São Paulo state and to analyze the living conditions and the use of the health services for those people who reported the referred problem. Analysis of the database concerning to the study Saúde e Condição de Vida em São Paulo: Inquérito Multicêntrico de Saúde no Estado de São Paulo. ISA-SP (CESAR et al., 2005), (Health and Life Conditions in São Paulo: Health Multicentric Survey in São Paulo State. ISA-SP), which is an epidemiologic study of prevalence realized through domiciliary interviews based on a probabilistic sample, stratified on clusters defined by the scholarity level of the head of the family. The population aimed in this study was composed by the interviewees who reported hearing difficulties and deafness according to the database variables: age, gender, length, etiology, impaired activities, health services use and socioeconomic conditions. The hearing loss prevalence rate was 6.18%, considering 4.78% for hearing difficulties and 1.4% for deafness. The highest hearing loss prevalence rate in more elevated age layers, with a statiscally significant difference occurred in the above 59 year old group. The male gender presented higher hearing loss prevalence rates than the female gender, however these differences weren't statistically relevant. The etiologies addressed as the most frequent were related to work (21.63%) and illnesses (20.04%). The hearing loss resulted in more significant impairment in school activities (31.86%), followed by leisure (26.35%) and work (25.98%). Most of the subjects with hearing loss (80.59%) stated they don't need professional assistance and out of the ones who affirmed to need it, just 53.52% use this service indeed. Regarding to the life conditions, it was verified a bigger portion of hearing impaired persons in the lowest... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

CRUZ, Mariana Sodário. Deficiência auditiva referida em inquérito de saúde no município de Botucatu, ISA-SP, 2001-02. 2007. 95 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2007.

Itens relacionados