Distribuição vertical e temporal de ovos de Alabama argillacea e de Heliothis virescens (Lepidoptera: Noctuidae) e parasitismo natural por Trichogramma pretiosum (Hymenoptera: Trichogrammatidae)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-02-16

Orientador

Busoli, Antonio Carlos

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Entomologia Agrícola) - FCAV

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O conhecimento do comportamento de infestação dos insetos em sistemas agrícolas facilita as amostragens, economiza tempo sem perder a confiabilidade para a tomada de decisões no sistema de manejo de pragas. Assim o objetivo foi estudar a distribuição vertical e temporal de ovos de Alabama argillacea e de Heliothis virescens, e o parasitismo de ovos por Trichogramma pretiosum em cultivares de algodoeiro. O delineamento experimental foi em blocos ao acaso, com cinco tratamentos (cultivares DeltaOPAL, FMX-933, FMT-701, FMX-910 e NuOPAL), com oito repetições. As avaliações foram semanais, a partir da emergência das plantas. Para a distribuição vertical, as plantas foram avaliadas nas partes superior, média e inferior, anotando-se o número de ovos. Os ovos de A. argillacea e de H. virescens foram parasitados por Trichogramma pretiosum. Não houve preferência para oviposição por A. argillacea e por H. virescens durante os estágios fenológicos das plantas, tal como o grau de parasitismo por T. pretiosum também não foi influenciado. Quanto à distribuição vertical dos ovos, o terço superior e o médio das plantas foram os mais preferidos para oviposição por A. argillacea nas cultivares NuOPAL, DeltaOPAL e FMX-910, enquanto que H. virescens preferiu ovipositar no terço superior das plantas. T. pretiosum preferiu ovipositar em ovos de A. argillacea presentes no terço superior e médio das plantas, sendo que ovos de H. virescens presentes no terço superior das plantas foram mais parasitados por T. pretiosum

Resumo (inglês)

The knowledge of a pest infestation behavior on agricultural areas help the sampling and reduce time without lose confidence on decisions in integrated pest management. This work aimed to study the vertical and temporal distribution of Alabama argillacea and Heliothis virescens eggs, as well as parasitism of its eggs by Trichogramma pretiosum in cotton cultivars. The experimental design was randomized blocks with five treatments with five treatments (cultivars DeltaOPAL, FMX-933, FMT-701 and FMX-910 and NuOPAL) and with eight replicates. Evaluations were performed weekly since plant emergence. For the vertical distribution, plants were divided into three parts, upper, middle and bottom. The number of eggs present in plants was recorded. A. argillacea and H. virescens eggs were parasitized by Trichogramma pretiosum. There was no preference for oviposition by A. argillacea and H. virescens during the plants phenological stages, as well as T. pretiosum parasitism. Concerning the vertical distribution of eggs, the upper and middle parts of the plants were the most preferred for oviposition by A. argillacea on cultivars NuOPAL, DeltaOPAL and FMX-910, and H. virescens preferred to oviposit in the upper part of the plants. T. pretiosum preferred to oviposit in A. argillacea eggs on the upper and middle parts of the plants, and in H. virescens on the upper part of the plants

Descrição

Idioma

Português

Como citar

FRAGA, Diego Felisbino. Distribuição vertical e temporal de ovos de Alabama argillacea e de Heliothis virescens (Lepidoptera: Noctuidae) e parasitismo natural por Trichogramma pretiosum (Hymenoptera: Trichogrammatidae). 2012. iv, 89 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2012.

Itens relacionados