Estudos de gênero e feminismos: uma análise bibliométrica da Revista Estudos Feministas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2018-01-12

Orientador

Oliveira, Ely Francina Tannuri de
Milani, Suellen Oliveira

Coorientador

Pós-graduação

Ciência da Informação - FFC

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Os estudos de gênero e feministas vêm sendo estudado como campo científico desde o início dos anos 1990. Para análise das atividades científicas nessa área, deve ser considerado o contexto social, histórico e cultural para obter resultados mais consistentes. Esta pesquisa tem como objetivo geral analisar a produção científica acerca do domínio “Feminismo e Estudos de Gênero”, por meio da aplicação de indicadores bibliométricos, aos artigos publicados entre 2001 a 2016 no periódico Revista Estudos Feministas (REF), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Como objetivos específicos, procura-se identificar e analisar as tendências atuais na comunidade científica sobre os tópicos abordados pelo periódico, criando um mapeamento de sua produção a partir dos seguintes indicadores: autores mais frequentes em produção e suas coautorias, temáticas mais frequentes, autores mais citados e origem geográfica dos autores, de forma a caracterizar o domínio. A pesquisa tem o caráter quantitativo e qualitativo, na medida em que analisa e contextualiza os dados a partir da perspectiva da epistemologia feminista. Como procedimento de pesquisa utilizou-se a base de dados SciELO como fonte de dados, o Microsoft Excel para confecção e apresentação de tabelas e gráficos, o Tesauro para Estudos de Gênero e sobre Mulheres para a seleção das temáticas mais frequentes e o software Ucinet para confecção da rede de coautorias. Observou-se que mais da metade dos autores (67,85%) publicam em autoria individual, sendo a falta de investimento nas Ciências Humanas e Ciências Sociais Aplicadas uma causa que pode ser considerada. A aplicação da análise de citação demonstrou que há um grande embasamento epistemológico e sociológico dos artigos, além de uma preocupação com políticas públicas. Na análise de temáticas mais frequentes houve uma maior quantidade de publicações relacionadas a questões teóricas e voltadas para temas emergentes como violência contra mulheres e também pesquisas direcionadas à melhoria de políticas públicas. As temáticas que não foram tão acentuadas apresentam áreas que podem receber uma maior atenção dos pesquisadores de Estudos de Gênero e Feminismos, sendo elas: “Educação”; “Ciência e Tecnologia”; “Economia e Emprego” e “Comunicação, Artes e Espetáculo”. O aumento no número de artigos publicados sobre o tema nos últimos anos demonstra o incremento e a frequência do contraponto no debate. Além disso, a participação de autores estrangeiros no periódico corrobora a importância mundial dada ao estudo dessa temática, embora o volume de trabalhos ainda não seja o suficiente para fortalecer a discussão e tornar o tema de consistência maior. Deseja-se que essa análise sirva como instrumento de avaliação para a própria comunidade científica em questão, além de estimular outras pesquisas com diferentes abordagens envolvendo a temática Estudos de Gênero e Feminismos, visto que essas análises e temáticas envolvem tanto relações de poder, quanto a possível ruptura da tradição do modelo binário de gênero nas esferas da ciência, da política, das instituições e na sociedade de forma geral.

Resumo (inglês)

Gender and feminist studies have been researched as a scientific field since the beginning of the third feminist wave in the 1990s. For the analysis of scientific activities in this area, the social, historical and cultural context must be considered in order to obtain more coherent results. This research has the general objective to analyze the scientific production on the domain "Feminism and Gender Studies", through the application of bibliometric indicators, in the the articles published between 2001 and 2016 in the Journal of Feminist Studies of Federal University of Santa Catarina (UFSC). As specific objectives, intended to identify and analyze the current trends in the scientific community about the topics covered by the journal, creating a mapping of their scientific production from the following indicators: more frequent authors in production and their coauthories, more frequent themes, most cited authors and geographical origin of the authors, in order to characterize the domain. The research has the character quantitative and qualitative, in that it analyzes and contextualizes the data from the perspective of feminist epistemology. As a research procedure, the SciELO database was used as data source, Microsoft Excel for the preparation and presentation of tables and graphs, the Thesaurus for Gender Studies and Women for the selection of the most frequent themes and the Ucinet software for the creation of the co-authoring network. It was observed that more than half of the authors (67.85%) published in individual authorship, being the lack of investment in the Human Sciences and Applied Social Sciences a cause that can be considered. The application of the citation analysis demonstrated that there is a great epistemological and sociological basis of the articles, besides a concern with public policies. In the analysis of the most frequent themes, there was a greater amount of publications related to theoretical issues and focused on emerging issues such as violence against women and also research aimed at improving public policies. The themes that have not been so accentuated present areas that can receive greater attention from the researchers of Gender Studies and Feminisms, being: "Education"; "Science and technology"; "Economy and Employment" and "Communication, Arts and Entertainment". The increase in the number of articles published on the topic in recent years demonstrates the increase and frequency of the counterpoint in the debate. In addition, the participation of foreign authors in the journal corroborates the worldwide importance given to the study of this subject, although the volume of work is still not enough to strengthen the discussion and make the theme of consistency greater. It is expected that this analysis will serve as an evaluation tool for the scientific community in question, besides stimulating other researches with different approaches involving the theme Gender Studies and Feminists, whereas these analyzes and themes involve both relations of power and the possible rupture of the tradition of the binary gender model in the spheres of science, politics, institutions and general society.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados