Suplementação mineral protéica com cromo orgânico sobre o desempenho produtivo e qualidade da carne de bovinos Nelore e F1 Brangus X Nelore terminados em pastagem no Centro-Oeste do Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-06-22

Orientador

Jorge, Andre Mendes

Coorientador

Pós-graduação

Zootecnia - FMVZ

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O presente trabalho objetivou avaliar o efeito da suplementação mineral protéica com adição de cromo orgânico no desempenho produtivo, com avaliações de carcaça por meio de ultra-som, e na qualidade da carne de bovinos terminados em regime de pastagem. Foram utilizados 18 Nelore e 18 F1 Brangus x Nelore castrados, com idade inicial de 16 meses e abatidos aos 22 meses, distribuídos igualmente em dois tratamentos de suplementação mineral protéica com e sem adição de cromo orgânico. Não se observou diferença entre grupos genéticos quanto ao ganho peso vivo, entretanto animais suplementados com cromo apresentaram maior ganho (494 g/animal/dia) que os animais controle (420 g/animal/dia). Não se observou diferenças entre os tratamentos experimentais quanto à área de olho de lombo, espessura de gordura subcutânea do dorso e da garupa, tomados por meio do ultrasom, obtendo-se respectivamente valores médios finais de 63,42 cm2, 5,46 mm e 5,58 mm. Foi observado um peso médio de carcaça quente de 235,01 kg e rendimento médio de carcaça quente de 52,09%, com superioridade do tratamento cromo (238 kg e 52,9%) frente ao controle (231 kg e 51,2%), e sem diferença entre os grupos genéticos; e obtenção de carne de qualidade em todos os tratamentos experimentais estudados. Os Nelore e F1 Brangus x Nelore apresentam potencial similar de produção de carne de qualidade a pasto, e que a suplementação mineral protéica com adição de cromo orgânico incrementa o ganho de peso e o rendimento de carcaça, não influenciando nos parâmetros qualitativos avaliados da carne.

Resumo (inglês)

The present work aimed to evaluate the effect of mineral protein supplementation with organic chromium addition on productive performance, with carcass evaluations by means of ultrasound measures, and beef quality in steers finished on pasture system. For this, 18 Nellore and 18 F1 Brangus x Nellore steers were used, with 16 months of average initial age and sloughed at 22 months, distributed equally in two treatment of mineral protein supplementation with and without organic chromium addition. There was no observed difference between genetic groups regarding average daily gain (ADG). On the other hand, animals supplied with chromium showed better ADG (494 g) than control animals (420 g). Once again, there was no observed difference among experimental treatments regarding rib eye area, subcutaneous fat thickness at the back and at the rump, measured by ultrasound, reaching final mean values of 63,42 cm2, 5,46 mm e 5,58 mm, respectively. It was observed an average of 235.01 kg for hot carcass weight and 52.09% for average carcass yield, with a superiority for the chromium treatment (238 kg and 52.9%) versus control (231 kg and 51.2%), and without difference between genetic groups; also obtained quality beef in every experimental treatment evaluated. The Nellore e F1 Brangus x Nellore steers show equal production potential of the quality beef on pasture, and that mineral protein supplementation with organic chromium increase the weight gain and carcass yield, not influencing the evaluated beef quality parameters.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

POLIZEL NETO, Angelo. Suplementação mineral protéica com cromo orgânico sobre o desempenho produtivo e qualidade da carne de bovinos Nelore e F1 Brangus X Nelore terminados em pastagem no Centro-Oeste do Brasil. 2007. vii, 53 f. Dissertação(mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, 2007.

Itens relacionados