Análise quantitativa da deglutição orofaríngea em indivíduo gastrostomizado com Lipofuscinose Ceróide Neuronal: relato de caso

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-12-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

CEFAC Saúde e Educação

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

The presence of oropharyngeal dysphagia in the pediatric population with genetic diseases it is still poorly studied. The aim of this study was to analyze the oral total transit time and pharyngeal transit time, in an individual with neuronal ceroid lipofucinosis (NCL) with severe oropharyngeal dysphagia. Individual with NCL, 3 years old, 2 years with gastrostomy and no oral feeding, weighting loss, but without pulmonary complications. Oropharyngeal swallowing was studied by videofluoroscopy and it was realized a quantitative analysis using software. Changes were observed throughout the whole biomechanics of swallowing. The quantitative analysis of total oral transit time was found 45.37 seconds (default normality in children is 4 seconds) and for pharyngeal transit time was 4.53 seconds. It was found that beside the changes in the biomechanics of oropharyngeal swallowing in the case studied, an increase in total oral transit time and pharyngeal transit time was also observed, which can significantly compromise the nutritional status and pulmonary these individuals.

Resumo (português)

A presença de disfagia orofaríngea infantil na população com afecções genéticas ainda é pouco estudada. O objetivo deste estudo foi analisar o tempo de trânsito oral total (TTOT) e o tempo de trânsito faríngeo (TTF) em um indivíduo com diagnóstico genético clínico de Lipofuscinose Ceróide Neuronal (LCN) com disfagia orofaríngea grave. Indivíduo com LCN, 3 anos de idade, gastrostomizado há dois anos e sem via oral parcial, histórico de déficit de ganho de peso anterior a via alternativa de alimentação, porém sem complicações pulmonares. A deglutição orofaríngea foi estudada por meio de videofluoroscopia de deglutição e análise quantitativa da deglutição com uso de software específico para tal avaliação. Na análise quantitativa do TTOT e TTF constatou-se, respectivamente, 45,37 segundos (padrão de normalidade em criança é de 4 segundos) e de 4,53 segundos para o TTF. Constatou-se significante aumento nos tempos de trânsito orofaríngeo neste indivíduo, sendo que a disfagia orofaríngea, parte do quadro desta criança com diagnóstico de LCN, deve ser investigada e acompanhada durante a evolução da doença. Uma avaliação da deglutição orofaríngea e acompanhamento nos indivíduos com esta condição genética deve ser realizada, considerando que essa alteração pode fazer parte do fenótipo desta condição e também pelo impacto que esse aumento nos tempos da deglutição pode ocasionar na condição nutricional e pulmonar desta população.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Revista CEFAC. CEFAC Saúde e Educação, v. 15, n. 6, p. 1718-1722, 2013.

Itens relacionados

Financiadores