Ultra-sonografia do fígado, aparelho renal e reprodutivo da jibóia (Boa constrictor)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-04-01

Autores

P. Neto, Francisco C.
Guerra, Porfírio C.
Costa, Francisco B.
Araújo, Adriana V.C.
Miglino, Maria A.
Bombonato, Pedro P.
Vulcano, Luiz Carlos [UNESP]
Alves, Flávio R.

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA

Resumo

Atualmente os animais silvestres têm despertado o interesse particular na criação domestica. Na medicina de animais selvagens, os exames ultra-sonográficos podem ser considerados como ferramenta para diagnosticar e prevenir doenças. Deste modo, realizou-se um estudo em 20 jibóias (Boa constrictor), a fim de caracterizar a morfologia e aparência ultra-sonográfica das estruturas presentes da cavidade celomática desses animais. Ultra-sonograficamente, o fígado apresentou-se variando de hipoecóica a levemente hiperecogênica, com margens ecogênicas e ecotextura homogênea em toda sua extensão. Os rins mostraram formato elipsóide, com cápsula fina, regular e hiperecóica. Os folículos ovarianos apresentaram formato ovóide, margens finas, regulares e discretamente hiperecóicas. As estruturas do sistema reprodutor do macho não foram evidenciadas com precisão, devido a sua ecogenicidade similar em relação às estruturas adjacentes e pela presença do corpo gorduroso localizado nessa região. A ultra-sonografia da cavidade celomática em jibóias demonstrou ser uma técnica rápida e de fácil acesso, permitindo identificar a morfologia, sintopia e aparência ultra-sonográfica de estruturas como o fígado, rins e de folículos vitelogênicos nas fêmeas.
Currently, wild animals have been received special attention for domestic breeding. In Wild Animal Medicine, ultrasonographic exams could be considered as a tool to diagnose and prevent disease. Ultrasonographic examination of twenty snakes (Boa constrictor) was performed in order to describe the morphological and ultrasonography appearance of their coelomic structures. Examination by ultrasonography revealed the parechymal liver ranging from slightly hypoechogenic to hyperechogenic, with echogenic margins and homogeneous echotexture in total scanning of this organ. The kidney was accessible for examination by sagittal ultrasound, showing an ellipsoid shape, a hyperechogenic capsule with a thin and regular wall. Ultrasonographic scanning of ovarian follicle showed an ovoid shape, as well as a thin, regular and slightly hyperechogenic edge. No evident structures from male reproductive system were identified by ultrasound examination because of their similar echogenic appearance to the tissues around and the body fat that lies in this region. Examination by ultrasound of the coelomic structures was a fast and repeatable technique, which provides useful data to recognize the morphology, sintopy and ultrasonographic appearance of organs such as liver, kidneys and vitellogenic follicles.

Descrição

Palavras-chave

Jibóia, ultra-sonografia, animais silvestres, Amazônia, Boa constrictor snake, ultrasound, wild animals, Amazon

Como citar

Pesquisa Veterinária Brasileira. Colégio Brasileiro de Patologia Animal - CBPA, v. 29, n. 4, p. 317-321, 2009.