Efeito da administração de alendronato, a longo prazo, sobre as propriedades mecânicas do tecido ósseo, sua reparação e mineralização ao redor de implantes osseointegráveis. Estudo em ratas

Carregando...
Imagem de Miniatura
Data
2014-03-28
Autores
Verzola, Mario Henrique Arruda [UNESP]
Título da Revista
ISSN da Revista
Título de Volume
Editor
Universidade Estadual Paulista (Unesp)
Resumo
The aim of this study was evaluate in female rats, the effect of long-term therapy with bisphosphonate on the healing process and bone mineralization around implants and on the mechanical properties of bone tissue. One hundred sixty female rats were randomly allocated into two equally sized groups: the alendronate (ALD) group, which received the subcutaneous administration of alendronate (1 mg/kg/week), and the control (CTL) group which the animals received weekly the subcutaneous administration of saline solution (placebo) for the entire experimental period. After 120 days of the treatment initiation, in the booth groups, one titanium implant was installed in the tibia metaphysis. Ten animals in each group were euthanized at: 5, 10, 15, 20, 25, 30, 45, or 60 days after surgery, and their femurs and tibias were removed. The femurs were evaluated regarding bone mineral density (BMD), and mechanical tests. The tibias samples with the implants were evaluated by removal torque, histometric analysis (% BIC and % BAFO), scanning electron microscopy (SEM) and energy dispersive X-ray spectroscopy (EDS), mapping of mineralization and arrangement and distribution of the collagen. The results regarding bone densitometry showed higher values for the animals of ALD group compared with the CTL group at all evaluation periods, except for the period of 15 days. The results of mechanical tests, in general, showed higher fracture resistance (maximum force) and higher capacity of energy absorption (tenacity) in the ALD group compared with the CTL group until the 45 day. In the 45 days, the stiffness showed significantly higher values in the ALD group, however at 60 days no difference was observed between the groups. Regarding the resilience, the ALD group showed significantly higher values in the 45 days. The drug influenced the removal torque of implants with significantly higher values for ALD group until ...(Complete abstract electronic acess below)
Este estudo teve como objetivo avaliar, em ratas, o efeito da terapia a longo prazo com bifosfonato sobre o processo de reparo e mineralização óssea ao redor de implantes e sobre as propriedades mecânicas do tecido ósseo. Para isso, 160 ratas foram distribuídas aleatoriamente em 2 grupos: grupo alendronato (ALD), no qual os animais receberam administração subcutânea de alendronato uma vez por semana, e grupo controle (CTL), no qual os animais receberam administração semanal de placebo, durante todo o período experimental. Após 120 dias do início do tratamento, um implante de titânio foi instalado na metáfise tibial, de ambos os lados. Dez animais de cada grupo foram sacrificados nos dias 5, 10, 15, 20, 25, 30, 45 e 60 pós-cirurgia, sendo retirados os fêmures e as tíbias. Os fêmures foram avaliados quanto à densitometria óssea e testes mecânicos. As tíbias contendo os implantes foram avaliadas quanto ao torque de remoção, análise histométrica (%BIC e %BAFO), microscopia eletrônica de varredura (MEV) e espectroscopia de energia dispersiva de raios-X (EDS), mapeamento da mineralização além de arranjo e distribuição do colágeno. Os resultados quanto à densitometria óssea demonstraram maiores valores para os animais do grupo ALD em relação ao grupo CTL, em todos os períodos de avaliação, com exceção do período de 15 dias. Os resultados dos testes mecânicos, de forma geral, demonstraram maior resistência à fratura (força máxima) e maior capacidade de absorção de energia (tenacidade) no grupo ALD em relação ao grupo CTL até o período de 45 dias. Para a rigidez, no período de 45 dias o grupo ALD apresentou valores significativamente maiores, entretanto sem diferença entre os grupos aos 60 dias. Em relação à resiliência, o grupo ALD demonstrou valores significativamente maiores somente no período de 45 dias. A droga influenciou no torque de remoção... (Resumo completo, acesse link abaixo)
Descrição
Palavras-chave
Implantes dentários, Dental implants, Densidade óssea, Alendronato
Como citar
VERZOLA, Mario Henrique Arruda. Efeito da administração de alendronato, a longo prazo, sobre as propriedades mecânicas do tecido ósseo, sua reparação e mineralização ao redor de implantes osseointegráveis. Estudo em ratas. 2014. 130 f. , 2014.