Práticas inclusivas para a educação: possibilidades e desafios pra os professores da rede estadual de educação do Espírito Santo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-10-31

Orientador

Del-Masso, Maria Cândida Soares

Coorientador

Pós-graduação

Educação Inclusiva - FCT

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Diante dos desafios que permeiam o cotidiano dos professores da sala comum frente ao atendimento de estudantes Público-alvo da Educação Especial, esta pesquisa, de cunho qualitativo, realizada nas Escolas de Ensino Fundamental I e II da Rede Estadual de Ensino do Espírito Santo, com recorte no município de Guarapari, analisou, por meio de roteiro de entrevista semiestruturada, quais têm sido as estratégias utilizadas por eles, bem como observar suas dificuldades, apontando possibilidades de efetivação da inclusão tendo o Ensino Colaborativo e o Desenho Universal para a Aprendizagem como ferramentas importantes nesse processo. A seleção dos participantes foi feita utilizando a Tabela de Números Equiprováveis proposta por Santos. Cinco escolas compuseram o espaço amostral de onde sorteamos 30% de seus professores da sala comum, totalizando 25 profissionais convidados. Como apenas uma escola possui Ensino Fundamental I, os cinco professores dessa modalidade foram convidados diretamente a participarem da pesquisa, não passando pelo sorteio. Dos trinta professores, apenas doze aceitaram participar. A análise dos resultados foi organizada em quatro categorias principais conforme a descrição de Bardin, a saber: Categoria 1 – Formação na área de Educação Especial e Inclusiva; Categoria 2 – Concepções de Educação Especial e Educação Inclusiva; Categoria 3 – Práticas Pedagógicas; Categoria 4 – Atuação Colaborativa. Os resultados apontaram a necessidade de formação continuada voltada aos professores da sala comum que possa auxiliá-los no atendimento satisfatório e inclusivo dos estudantes Público-Alvo da Educação Especial. Com isso, propomos como produto educacional um curso de formação de professores baseado no Desenho Universal para a Aprendizagem e no Ensino Colaborativo.

Resumo (inglês)

Faced with the challenges that permeate the daily lives of teachers in the common classes when dealing with Special Education students, this research, of a qualitative nature, carried out in Elementary Schools I and II of the State Teaching Network of Espirito Santo, in the city of Guarapari, analyzed, through a semi-structured interview script, which strategies have been used by them, as well as observing their difficulties, pointing out possibilities of effective inclusion with Collaborative Teaching and Universal Design for Learning as important tool in this process. The selection of participants was made using the Table of Equiprobable Numbers proposed by Santos. Five schools made up the sample space from which we drew 30% of their common class teachers, totaling 25 invited professionals. As only one school has Elementary School I, the five teachers of this modality were invited directly to participate in the research, not going through the draw. Of the thirty teachers, only twelve agreed to participate. The analysis of the results was organized into four main categories according to Bardin’s description, namely: Category 1 – Training in the area of Special and Inclusive Education; Category 2 – Conceptions of Special Education and Inclusive Education; Category 3 – Pedagogical Practices; Category 4 – Collaborative Action. The results pointed to the need for continuing education aimed at teachers in the common class that can help them in the satisfactory and inclusive service of the Target Public of Special Education students. With this, we propose as an educational product a teacher training course based on Universal Design for Learning and Collaborative Teaching.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados

Financiadores