Trypanosoma cruzi e outros tripanosomas em primatas não humanos procedentes do Parque Zoológico Municipal de Bauru, São Paulo, Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-07-15

Autores

Santos, Wesley José dos [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Os animais silvestres, tanto os de vida livre como os de cativeiro, podem ser reservatórios e portadores de diversos protozoários, como os integrantes do gênero Trypanosoma. Trypanosoma cruzi é um dos mais conhecidos tripanosomas, agente etiológico da doença de Chagas. Manifesta-se clinicamente com um caráter multifacetado, afetando humanos e várias espécies de animais domésticos e silvestres, como os primatas não humanos, que podem constituir-se em reservatórios do parasito. Em relação aos primatas neotropicais, ocorrem diferentes infecções por tripanosomas que também acometem humanos. No presente estudo, foram coletadas amostras de sangue de 39 primatas não humanos procedentes do Parque Zoológico Municipal de Bauru para pesquisa sorológica anti-T. cruzi e molecular de T. cruzi utilizando-se primers da região de kDNA de T. cruzi (TCZ1 e TCZ2) e da região codificadora da proteína de choque térmico (hsp70). Todos os animais foram negativos ao teste sorológico anti-T. cruzi e molecular para T. cruzi com os primers da região de kDNA. Porém, com a utilização de primers para hsp70, 11 dos 39 (28,2%) animais foram positivos. Os resultados do sequenciamento apresentaram similaridade para protozoários do gênero Trypanosoma. Apesar das dificuldades em se chegar à espécie circulante de tripanosoma entre os primatas, conclui-se que vetores triatomíneos e/ou moscas hematófagas podem estar circulando no ambiente dos animais e que ações de vigilância e busca dos mesmos são altamente recomendadas.
Wild animals, both free-living and the captive ones, can be reservoirs and carriers of various protozoa, such as members of the genus Trypanosoma. Trypanosoma cruzi, the etiologic agent of Chagas disease, is one of the most known trypanosomes. Chagas disease is manifested clinically with a multifaceted character, affecting humans and several species of wild and domestic animals, such as non-human primates, which can be reservoirs of this parasite. Regarding the Neo-tropical primates, different infections occur by trypanosomes that also can affect humans. In this study, 39 blood samples were collected from nonhuman primates from Zoo Park Municipal of Bauru, São Paulo, Brazil, by serological and molecular analysis for T. cruzi infection using specific primers for kDNA region (TCZ1 and TCZ2) and the region encoding the heat shock protein (hsp70). All animals were negative to the serological test for anti-T. cruzi and molecular for T. cruzi with primers for kDNA region. However, with the use of primers for hsp70, 11 of 39 (28.2%) animals were positive. The sequencing results showed similarity to the genus Trypanosoma. Despite the difficulties in stablish the species of trypanosome among these primates, it is concluded that triatomine vectors and/or bloodsucking flies may be present in the animal environment; so, the entomologic vigilance for these insects are highly recommended.

Descrição

Palavras-chave

Primatas não humanos, Macaco, Diagnóstico, Tripanosomas, Non-human primates, Monkey, Diagnosis, Trypanosomes

Como citar