Google e infoespoliação: internet, informação e acumulação de capital

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-04-03

Orientador

Alves, Giovanni Antonio Pinto
Bolaño, César

Coorientador

Pós-graduação

Ciências Sociais - FFC

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Paralelo ao surgimento, desenvolvimento e popularização da Internet foi o advento de empresas, serviços e produtos, especificamente voltados aos segmentos ligados às tecnologias da informação que resultou no desenvolvimento de novos processos de trabalho, novos mercados consumidores de bens materiais e simbólicos, além de novas modalidades de acumulação de capital. Diferentemente do rádio ou da televisão, cujo funcionamento (do ponto de vista técnico) abrange um único emissor ativo para diversos receptores passivos, a internet exige que o usuário final interaja ativamente com os mecanismos de comunicação. Logo, comercializar mercadorias por meio da rede (sejam elas tangíveis ou intangíveis) exige desses usuários-consumidores-comunicadores que objetivem suas intenções. Essa particularidade, por sua vez, proporciona às empresas de internet a capacidade de conhecer os passos dados pelos usuários enquanto navegam, extraindo do próprio ato de navegar um insumo indispensável aos seus processos de acumulação, o metadado (ou a “informação sobre a informação”), o qual tem sido amplamente utilizado como um meio de produção monopolista a serviço da reprodução capitalista, aspecto aqui chamado infoespoliação. Essa tese busca demonstrar a existência e o lugar que a infoespoliação ocupa nessas dinâmicas de acumulação, tendo como plano empírico-analítico a empresa de internet Google Inc

Resumo (inglês)

Parallel to the emergence, development and popularization of the internet was the advent of companies, products and services specifically geared to sectors involving information technology. This resulted in the development of new work processes, new consumer markets for material and symbolic goods as well as new forms of capital accumulation. Unlike radio or television, whose operation (from a technical standpoint) involves a single active sender and many passive receivers, the internet demands that the end user actively interact with the mechanisms of communication. Therefore, marketing goods online (whether tangible or intangible) requires these users-consumers-communicators to objectify their intents. This peculiarity, in turn, has given internet companies the ability to know the steps taken by users as they navigate online, extracting from the very act of navigating the internet critical input for capital accumulation: metadata (or information about information). Metadata has been widely used as a monopolistic means of production to serve capital reproduction, an aspect referred to here as info-spoliation. This thesis seeks to demonstrate the existence of infospoliation and the place that info-spoliation occupies in these dynamics of accumulation using the internet company Google Inc. as an empirical-analytical basis

Descrição

Idioma

Português

Como citar

MONTEIRO, Arakin Queiroz. Google e infoespoliação: internet, informação e acumulação de capital. 2013. 160 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências de Marília, 2013.

Financiadores