Fontes de resistência à murcha-de-curtobacterium em cultivares locais de feijoeiro, coletadas em Santa Catarina

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-10-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Editora da Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Avaliou-se a reação de 73 cultivares locais de feijoeiro, coletadas em Santa Catarina, à murcha-de-curtobacterium, causada por Curtobacterium flaccumfaciens pv. flaccumfaciens. Os experimentos foram instalados em condições de casa-de-vegetação e as cultivares IAC Carioca Pyatã e IPR 88 - Uirapuru foram os padrões resistente e suscetível, respectivamente. Aos 10 dias após a emergência, houve a inoculação das plantas com o isolado FJ 36 e as avaliações dos sintomas ocorreram aos 10, 14, 21 e 28 dias após a inoculação. Foi possível identificar as cv. locais Mouro Piratuba (grupo de coloração variada) e Vagem Amarela (grupo preto) como fontes de resistência à murcha-de-curtobacterium.

Resumo (inglês)

It was evaluated the reaction of 73 common bean land races, collected in Santa Catarina State, to the bacterial wilt, caused by Curtobacterium flaccumfaciens pv. flaccumfaciens. The experiments were set up under greenhouse conditions and the cultivars IAC Carioca Pyatã and IPR 88 - Uirapuru were the resistant and susceptible standards, respectively. The inoculation with the strain FJ 36 was done in the 10th day after the sowing and the disease evaluations were at the 10, 14, 21 and 28th day after the inoculation. The landraces Mouro Piratuba (color bean group) and Vagem Amarela (black bean group) were identified as resistance sources of bacterial wilt of bean.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Ciência e Agrotecnologia. Editora da Universidade Federal de Lavras (UFLA), v. 31, n. 5, p. 1333-1339, 2007.

Itens relacionados

Financiadores