Alterações morfológicas em glândulas salivares de fêmeas de carrapatos Amblyomma cajennense Fabricius, 1787, (Acari: Ixodidae) em diferentes estágios de alimentação durante sucessivas infestações em coelhos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-09-30

Orientador

Mathias, Maria Izabel Camargo
Bechara, Gervásio Henrique

Coorientador

Pós-graduação

Ciências Biológicas (Biologia Celular e Molecular) - IBRC

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O contato dos carrapatos com os hospedeiros e a liberação de antígenos por meio da saliva estimula o desenvolvimento de respostas imune por parte dos hospedeiros. Os objetivos deste trabalho foram os de analisar e comparar morfo-histoquimicamente as glândulas salivares de fêmeas de Amblyomma cajennense fixadas em hospedeiros naive e reinfestados, e os resultados revelaram que coelhos reinfestados por A. cajennense desenvolvem resistência contra os mesmos em apenas uma infestação e essa resistência provoca efeitos no ciclo de atividade e na degeneração das glândulas salivares. Fêmeas fixadas em coelhos resistentes apresentaram aumento do tempo necessário para atingir o completo ingurgitamento e fêmeas ingurgitadas apresentaram redução significativa do peso final. As glândulas salivares dessas fêmeas apresentaram alterações morfológicas, que foram mais evidentes naquelas submetidas à terceira infestação. A histologia e a histoquímica mostraram que os ácinos I não sofreram alterações em comparação com aqueles das fêmeas fixadas em coelhos naive. As células c dos ácinos II apresentaram sinais de degeneração precoce, o que resultou na diminuição da eficiência alimentar. No ácino III as células d estenderam o tempo de atividade, provavelmente relacionado ao aumento do tempo de permanência das fêmeas nos hospedeiros resistentes.

Resumo (inglês)

The contact with the ticks and hosts and the antigen releasing by saliva, stimulates the immune response development by the hosts. This study aims to analyze and compare morphohistochemically the salivary glands of Amblyomma cajennense females fixed on naive and reinfested hosts. The results show that re-infested rabbits by A. cajennense develop resistance against them in only one infestation and such resistance shows effects in the development and degeneration cycle of salivary glands. Females fixed on resistant rabbits showed an increase in the time required to complete the engorgement while the final weight of engorged females showed significant reduction. These female salivary glands showed morphological changes, which were more evident in females subjected to the third infestation. The acini I, no changes had been occurred compared with those of females fixed in naive rabbits. The acini II, the c cells showed early degeneration signs, which may result in feed efficiency reduction. In acini III, the d cells extended the activity time, which may be associated with the increase in the female fixation time which had been fed on resistant hosts.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

NUNES, Pablo Henrique. Alterações morfológicas em glândulas salivares de fêmeas de carrapatos Amblyomma cajennense Fabricius, 1787, (Acari: Ixodidae) em diferentes estágios de alimentação durante sucessivas infestações em coelhos. 2009. 110 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências de Rio Claro, 2009.

Itens relacionados

Financiadores