Efeito Pesticida de Ésteres de Sacarose Sobre Calacarus heveae Feres (Acari: Eriophyidae) em Dois Clones de Seringueira

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

Sucrose esters are biodegradable, non pollutant and safe for health; moreover, they have shown great potential in the pest control. We tested a crude mix of sucrose esters on the survivorship and oviposition of Calacarus heveae Feres (Acari: Eriophyidae) females, an important rubber tree pest mite. The females were collected from rubber leaflets of the GT 1 and RRIM 600 clones. The mites were kept on stock arenas placed in rearing chamber at 28 + 0,1°C, 80 + 10% of relative humidity and 12h of light phase about two weeks before the assays. After this period, the mites were transferred to assay arenas made with leaflets from the same clone of stock arenas. The survivorship of females sprayed with sucrose esters in the concentrations of 1, 2, 3 and 4 g/L and their oviposition effect with 0.5 and 1 g/L were analyzed. The mites sprayed with 4 g/L had about 80% of mortality, while those with 1 g/L around 60%. All mites that died in the treatments with sucrose ester became dark with wrinkled tegument and decreased their body volume, suggesting dehydration. We also observed the efficacy of 1 g/L concentration to decrease the female oviposition in about 50%, in the third day after spraying. No differences were observed in the mortality and oviposition between females kept on both clones.

Resumo (português)

Ésteres de sacarose são biodegradáveis, não poluem o ambiente e não causam danos a saúde, além de apresentarem potencial no controle de pragas. Foi testada a eficiência de uma mistura crua de ésteres de sacarose (sucroésteres) na sobrevivência e oviposição de fêmeas de Calacarus heveae Feres (Acari: Eriophyidae), uma importante praga da seringueira. As fêmeas foram provenientes de folíolos dos clones de seringueira GT 1 e RRIM 600. Os ácaros foram mantidos nas arenas de estoque em câmara climatizada a 28 + 0,1°C, com umidade relativa de 80 + 10% e fotoperíodo de 12 h, duas semanas antes dos ensaios. Após esse período, os ácaros foram transferidos para arenas de teste, confeccionadas com folíolos dos mesmos clones das arenas de estoque. Foi avaliada a sobrevivência de fêmeas pulverizadas com sucroésteres nas concentrações de 1, 2, 3 e 4 g/L e o seu efeito na oviposição com as concentrações de 0,5 e 1 g/L. Os ácaros pulverizados com 4 g/L apresentaram mortalidade de cerca de 80%, enquanto os que receberam 1 g/L em torno de 60%. Todos os indivíduos mortos pelo produto apresentaram murchamento do corpo e escurecimento do tegumento, como possível causa da dessecação sofrida. Foi também verificada a eficiência da concentração de 1 g/L na redução da oviposição em torno de 50%, no terceiro dia após a pulverização. Não foram observadas diferenças na mortalidade e oviposição entre as fêmeas mantidas em ambos os clones estudados.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

BioAssay, v. 7, p. 1-6, 2012.

Itens relacionados

Financiadores