Concentração da cotinina salivar e análise quali-quantitativa de amostras de saliva de usuários de vape

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2024-03-07

Orientador

Almeida, Janete Dias

Coorientador

Faria, Natalia de Carvalho

Pós-graduação

Curso de graduação

São José dos Campos - ICT - Odontologia

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Trabalho de conclusão de curso

Direito de acesso

Acesso restrito

Resumo

Resumo (português)

Objetivo: Avaliar o perfil clínico e salivar de usuários de vape e comparar ao de indivíduos não fumantes e não usuários de vape. Material e Métodos: Foi coletada saliva não estimulada de 50 pacientes, divididos em dois grupos: Grupo Vape (GV), formado por 25 indivíduos vaporizadores exclusivos de vape há pelo menos 6 meses e Grupo Controle (GC), formado por 25 indivíduos não fumantes e não vaporizadores. A análise clínica dos participantes abrangeu os parâmetros de idade, sexo, frequência cardíaca, oximetria, glicemia capilar e concentração de monóxido de carbono (CO) no ar expirado. Já a análise salivar abrangeu sialometria, viscosidade, pH, capacidade tampão e ângulo de contato salivar. O consumo de bebidas alcoólicas foi avaliado pelo Alcohol Use Disorder Identification Test (AUDIT) e o perfil tabágico foi avaliado por perguntas referentes ao consumo de vape. Já a concentração de cotinina salivar foi realizada utilizando o Cotinine Enzyme Immunoassay Kit. Resultados: O teste de Mann-Whitney, conduzido a um nível de significância de 5%, revelou diferenças significativas entre o GV e o GC. Especificamente, o GV apresentou resultados mais elevados na concentração de CO exalado e nas pontuações do AUDIT, ao passo que exibiu resultados mais baixos na oximetria e na viscosidade salivar. O ângulo de contato salivar do GV, embora não estatisticamente diferente, foi maior em comparação com o GC. A concentração salivar de cotinina mostrou valores elevados no GV. Conclusão: Os usuários de vape apresentam maiores índices de consumo de bebida alcoólica, menor viscosidade salivar, aumento da concentração de CO no ar expirado e diminuição da oximetria, fatores relevantes para saúde geral. Também é possível observar altas concentrações de cotinina, contribuindo para o fator adicto dos dispositivos, além de menor dispersão nos valores do ângulo de contato, podendo indicar mudanças na composição da saliva dos usuários de vape.

Resumo (inglês)

Objective: To evaluate the clinical and salivary profile of vape users and compare it to non-smokers and non-vape users. Material and Methods: Unstimulated saliva was collected from 50 patients, divided into two groups: Vape Group (VG), consisting of 25 exclusive vape users for at least 6 months and Control Group (CG), consisting of 25 non-smokers and non-vape users. Clinical analysis of the participants included parameters such as age, sex, heart rate, oximetry, capillary glycemia, and exhaled carbon monoxide (CO) concentration. Salivary analysis included salivary flow rate, viscosity, pH, buffer capacity, and salivary contact angle. Alcohol consumption was assessed by the Alcohol Use Disorder Identification Test (AUDIT) and smoking profile was assessed through questions regarding vape use. Salivary cotinine concentration was measured using the Cotinine Enzyme Immunoassay Kit. Results: Mann-Whitney test, conducted at a 5% significance level, revealed significant differences between VG and CG. Specifically, VG showed higher results in exhaled CO concentration and AUDIT scores, while showing lower results in oximetry and salivary viscosity. Though not statistically different, salivary contact angle of VG was higher compared to CG. Salivary cotinine concentration showed elevated values in VG. Conclusion: Vape users exhibit higher rates of alcohol consumption, lower salivary viscosity, increased exhaled CO concentration, and decreased oximetry, all relevant factors for overall health. High cotinine concentrations also contribute to the addictive nature of devices, along with less dispersion in salivary contact angle values, potentially indicating changes in the saliva composition of vape users.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Silva, KCS. Concentração da cotinina salivar e análise quali-quantitativa de amostras de saliva de usuários de vape [trabalho de conclusão de curso]. São José dos Campos (SP): Universidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Ciência e Tecnologia; 2024.

Itens relacionados