Efeito de diferentes tratamentos desinfetantes na remoção de biofilme em resina acrílica específica para prótese ocular

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2015-09-25

Orientador

Santos, Daniela Micheline dos

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Odontologia - FOA

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Trabalho de conclusão de curso

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

The aim of this study was to evaluate the effect of different disinfectant treatments on Staphylococcus aureus biofilm removal from the surface of acrylic resins specific for ocular prosthesis. Acrylic resin specimens used in the manufacture of artificial sclera for ocular prostheses were made (color N1) and divided into six groups of six specimens for each type of disinfectant. The development of the biofilm was evaluated after disinfection with the following solutions: neutral soap, 4% Chlorhexidine, Efferdent, 1% Triclosan and Citronella, and one group was not disinfected, being immersed in saline (Control group). After disinfection procedures, the remaining biofilm was evaluated by counting the Colony Forming Units. Data were statistically analyzed. It was observed that the disinfectant factor showed statistically significant difference (p <0.0001). In addition, the CFU values of samples treated with 4% Chlorhexidine and 1% Triclosan were statistically lower compared to the other treatments (p <0.001). Samples treated with neutral soap presented lowest CFU values, statistically significant (p = 0.008) when compared to No Disinfection and control groups. A statistically significant difference was also observed when comparing the control group with the samples treated with Citronella (p = 0.035) or Efferdent (p = 0.041), but these were not different compared to the No Disinfection group. It can be concluded that the disinfectants which removed the biofilm more accurately were 4% Chlorhexidine and 1% Triclosan

Resumo (português)

O objetivo desse trabalho foi avaliar o efeito de diferentes tratamentos desinfetantes na remoção de biofilme de Staphylococcus aureus da superfície de resinas acrílicas específicas para prótese ocular. Foram confeccionados corpos de prova de resina acrílica branca (cor N1) utilizada na confecção de escleras artificiais de próteses oculares, os quais foram divididos em 6 grupos de 6 corpos de prova, para cada tipo de desinfetante. O desenvolvimento do biofilme foi avaliado após desinfecção com as seguintes soluções: sabão neutro, clorexidina 4%, Efferdent, triclosan 1% e citronela, e um grupo não desinfetado, o qual ficou imerso em soro fisiológico (grupo Contole). Após procedimentos de desinfecção, o biofilme restante foi avaliado pela contagem das Unidades Formadoras de Colônias. Os dados foram submetidos à análise estatística. Observou-se que o fator desinfetante apresentou diferença estatística significante (p<0,0001). Além disso, os valores de UFCs das amostras tratadas com Clorexidina 4% e Triclosan 1%, foram menores estatisticamente em relação aos demais tratamentos (p<0,001). As amostras tratadas com Sabão Neutro apresentaram menor número de UFCs, estatisticamente significantes (p=0,008), quando comparadas com as amostras dos grupos Sem Desinfecção. Pode-se observar também a diferença estatística significativa ao se comparar o grupo Controle com as amostras tratadas com Citronela (p=0,035) ou Efferdent (p=0,041). Conclui-se que Clorexidina 4% e o Triclosan 1% foram os desinfetantes mais efetivos na remoção do biofilme nas superfícies da resina acrílica

Descrição

Idioma

Português

Como citar

BILÉCO, Débora Souza. Efeito de diferentes tratamentos desinfetantes na remoção de biofilme em resina acrílica específica para prótese ocular. 2015. 25 f. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Odontologia) - Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, 2015.

Itens relacionados

Financiadores