Estrobilurinas e carboxamidas na produção e qualidade de frutos do tomateiro

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-02-20

Orientador

Rodrigues, João Domingos

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Horticultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Dois experimentos foram conduzidos em 2018 e 2019 para avaliar os efeitos de diferentes fungicidas de dois importantes grupos: estrobilurinas e carboxamidas, sobre a eficácia fotossintética e produtividade de plantas de tomate, inoculadas com Alternaria sp., em ambiente protegido na Fazenda Ituaú, Salto - SP, Brasil. O delineamento experimental aplicado em ambos os experimentos foi de blocos ao acaso, com oito tratamentos e cinco repetições: testemunha inoculada (água + inóculo), testemunha absoluta (água), azoxystrobina (50,0 g ha-1), boscalida (50,0 g ha-1), azoxystrobina (50,0 g ha-1) + boscalida (50,0 g ha-1), mandestrobina (194 g ha-1), impirfluxam (30 g ha-1), mandestrobina (194 g ha-1) + impirfluxam (30 g ha-1), aplicados em intervalos de 15 dias, totalizando 7 a 8 aplicações no ciclo da cultura. O efeito no desenvolvimento das plantas foi medido pela altura das plantas e produção dos cinco primeiros cachos. A eficiência fotossintética foi calculada pela medição das trocas gasosas, fluorescência da clorofila a, teores de pigmentos fotossintéticos, e produtividade. Os fungicidas apresentaram algumas melhorias nos parâmetros analisados, como melhorando os componentes da eficiência fotossintética e da produção de frutos comerciais, porém sem apresentar diferenças significativas em relação às testemunhas. Os resultados demonstram eficácia no controle de Alternaria sp. aplicando os fungicidas em tomateiro, e também apontam para efeitos adicionais em componentes da eficiência fotossintética e atividade de enzimas antioxidantes.

Resumo (inglês)

Two experiments were carried out in 2018 and 2019 to evaluate the effects of the application of different fungicides from two important groups: strobilurins and carboxamides, on the photosynthetic efficiency and yield of tomato plants, inoculated with Alternaria sp., grown in greenhouse at Fazenda Ituaú, Salto - SP, Brazil. The experimental design applied in both trials was randomized blocks with eight treatments and five replicates: inoculated control (water + inoculum), absolute control (water), azoxystrobin (50,0 g ha-1), boscalid (50,0 g ha-1), azoxystrobin (50,0 g ha-1) + boscalid (50,0 g ha-1), mandestrobin (194 g ha-1), inpyrfluxam (30 g ha-1), mandestrobin (194 g ha-1) + inpyrfluxam (30 g ha-1), applied at intervals of 15 days, totalizing 7 or 8 applications in the crop cycle. The effect on plant development was measured by plant height and the production of the five initial bunches. The photosynthetic efficiency was calculated from measurements of gas exchange, chlorophyll a fluorescence, content of photosynthetic pigments, and tomato productivity were evaluated. All fungicides positively affected some evaluated parameters, improving photosynthetic efficiency components and commercial fruit production, however without significant difference to the controls. The results demonstrate the efficacy of the use of these fungicides in controlling Alternaria sp. in tomato and also appoint to some additional effects on photosynthesis efficiency components and antioxidant enzymes activity.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados

Financiadores