Crescimento de Eucalyptus utilizando dendrômetros: efeitos genéticos, ambientais e de manejo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-11-23

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Espécies do gênero Eucalyptus são as mais plantadas na silvicultura brasileira, e são frequentemente cultivadas em regiões que sofre estresses hídricos e térmicos. Como uma alternativa para amenizar os danos causados pelas alterações climáticas, os sistemas de manejo em talhadia vem sendo mais usados nos últimos anos, devido a maior resistência à seca no início do ciclo. Outra razão para seu uso é econômica, uma vez que seus custos são reduzidos. Visando proporcionar melhor tomada de decisão em escolha de material genético e sistema de manejo, o objetivo do trabalho foi comparar dois clones do gênero Eucalyptus em manejos em talhadia e alto fuste, e suas respostas às condições climáticas ao longo do tempo. O estudo foi realizado em área na qual o Programa Cooperativo sobre Produtividade e Fluxos de Carbono e Água em Eucalyptus (EUCFLUX) desenvolve pesquisas, localizadas em Itatinga – SP. O crescimento dos clones E. urophylla (clone 12) e E. grandis x camaldulensis (clone 16), foram avaliados dos 3 aos 4 anos por meio de dendrômetros digitais. Foram instalados 12 dendrômetros pontuais, 3 em cada combinação de clone e manejo, os quais coletavam dados do raio do fuste automaticamente a cada 15 minutos. Os dados meteorológicos foram coletados por uma torre de fluxo instalada no local, com resolução temporal de 30 minutos. Teores de água no solo foram medidos pelo horizonte do solo, a cada 30 minutos. Para avaliar os efeitos das variáveis ambientais no crescimento dos materiais genéticos usou-se modelos lineares generalizados, na escala de uma hora do tempo. Variáveis ambientais avaliadas foram hora do dia, temperatura, precipitação, DPV e teor de água no solo. Incrementos anuais se situaram entre 7,1 e 9,5 kg ano-1. O clone 12 em manejo de alto fuste apresentou o maior crescimento entre os tratamentos, seguido pelo clone 12 em regime de talhadia. O clone 16 apresentou desempenho similar em ambos os sistemas de manejo. Houve correlação positiva apenas entre crescimento e teor de água no solo, as variáveis restantes não apresentaram correlação ou tiveram correlações negativas. O clone 12 apresentou maior variação do crescimento em relação a mudanças ambientais que o clone 16. Respostas a variações ambientais momentâneas foram encontradas, demonstrando as diferentes estratégias evolutivas dos materiais genéticos comparados.
Species of the Eucalyptus genus are the most planted in Brazilian forestry, and are often cultivated in regions that suffer water and thermal stress. As an alternative to mitigate the data caused by climate change, coppice management systems have been more used in recent years, due to their reduced costs and greater resistance to drought at the beginning of planting. Therefore, the objective of the work was to compare two clones of the genus Eucalyptus in coppice and tall bole management, and their responses to climatic conditions over time. The study was carried out in a plantation belonging to the Cooperative Program on Productivity and Carbon and Water Flows in Eucalyptus (EUCFLUX), located in Botucatu – SP. The growth of clones E. urophylla (clone 12) and E. grandis x camaldulensis (clone 16) were evaluated from 3 to 4 years old using digital dendrometers. 12 point dendrometers were installed, 3 in each clone and management combination, which collected data on the stem radius automatically every 15 minutes. Meteorological data were collected by a flow tower installed at the site, with a temporal resolution of 30 minutes. Soil water content (AS) was measured by the soil horizon every 30 minutes. To evaluate the effects of environmental variables on the growth of genetic materials, generalized linear models (GLM) were used, on a one-hour time scale. Environmental variables evaluated were time of day, temperature, precipitation, DPV and soil water content. Annual increments are between 7.1 and 9.5 kg year-1. Clone 12 under high-stem management showed the highest performance among the treatments, followed by clone 12 under coppice management. Clone 16 showed similar performance in both management systems. A positive correlation was found only between growth and soil water content, with the remaining variables showing no correlation or negative correlations. Clone 12 showed greater variation in growth in relation to environmental changes than clone 16. Responses to momentary environmental variations were found, demonstrating morphological distinctions between the genetic materials compared.

Descrição

Palavras-chave

Ecofisiologia, Dendrômetro, Modelagem, Eucalipto, Ecophysiology, Dendrometers, Modeling, Eucalyptus

Como citar

FALCÃO, C. J. L. M. Crescimento de Eucalyptus utilizando dendrômetros: efeitos genéticos, ambientais e de manejo. 2024. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Faculdade de Ciências Agronômicas, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, 2023.