Fisiologia e produção da soja tratada com cinetina e cálcio sob deficit hídrico e sombreamento

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-11-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

The objective of this work was to evaluate the effects of kinetin and calcium applications on the physiologic and productive traits of soybean plants, subjected to drought and shade conditions, at flowering. A randomized complete block design was used, in a split-plot arrangement, with four replicates. Soybean plants cultivated in 38 dm³ pots were sprayed with calcium and kinetin, alone or mixed, and subjected to drought and shade during 12 days. After stress period, plants were cultivated under appropriate water and light availability. Calcium and kinetin application resulted in maintenance of the relative water content after four days of drought beginning. Membrane damage, measured at the end of stress period, was lower in plants sprayed with calcium and kinetin. CO2 assimilation diminished by stress condition, mainly under drought, and grain yield decreased at the same intensity in both environments.

Resumo (português)

O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da cinetina e do cálcio sobre as características fisiológicas e produtivas de plantas de soja submetidas a estresses por deficit hídrico e sombreamento na fase de florescimento. Utilizou-se o delineamento de blocos ao acaso, em arranjo de parcelas subdivididas com quatro repetições. Plantas de soja cultivadas em vasos de 38 dm³ foram submetidas à aplicação de cálcio e cinetina, de forma isolada e combinada, no início do florescimento e, em seguida, submetidas a estresse por deficit hídrico e por sombreamento por 12 dias. Após o período de estresse, as plantas foram conduzidas até a maturação com suprimento adequado de água e radiação. A aplicação de cálcio e cinetina promoveu a manutenção do conteúdo relativo de água nas plantas, após quatro dias de deficit hídrico. O extravasamento de eletrólitos celulares, medido ao final do período de estresse, foi menor em plantas tratadas com cálcio e cinetina. A assimilação de CO2 foi reduzida pela imposição do estresse, principalmente do deficit hídrico, e a produção de grãos nos dois ambientes foi reduzida na mesma intensidade.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Pesquisa Agropecuária Brasileira. Embrapa Informação TecnológicaPesquisa Agropecuária Brasileira, v. 48, n. 11, p. 1432-1439, 2013.

Itens relacionados

Financiadores