Biofertilizantes: nutrição e desenvolvimento de tomate orgânico

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-01-26

Orientador

Câmara, Francisco Luiz Araújo
Furtado, Edson Luiz

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Horticultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O consumo de tomate orgânico tem crescido nos últimos anos devido à maior exigência dos consumidores em qualidade nutricional e à preocupação com a saúde humana e do ambiente. No cultivo do tomate orgânico, o equilíbrio entre o nitrogênio e o potássio pode proporcionar melhor qualidade sanitária e nutricional, melhorando a produção do tomateiro. O presente estudo foi desenvolvido com o objetivo de avaliar cinco relações entre N e K, sobre a nutrição e a produção, em duas cultivares de tomate cultivado sob o manejo orgânico, em campo, em duas épocas de cultivo. Os experimentos foram realizados na Fazenda Nossa Senhora Aparecida, em Hidrolândia – GO. O delineamento foi em blocos ao acaso com cinco repetições e seis tratamentos, compostos por cinco proporções (1 – 100% de Bio 6 e 0 % de Bio 9; 2 – 75% de Bio 6 e 25% de Bio 9; 3 – 50% de Bio 6 e 50% de Bio 9; 4 -25% de Bio 6 e 75% de Bio 9 e; 5 - 0% de Bio 6 e 100% de Bio 9) de dois biofertilizantes, um mais rico em nitrogênio, o Bio 06, e outro mais rico em potássio, o Bio 9, e testemunha. As plantas foram avaliadas quanto à massa de matéria seca, produção, teores de nutrientes e nutrientes extraídos. As análises químicas foram realizadas em uma planta por parcela aos 28, 43, 56, 71 e 84 dias após o transplante, para determinar a marcha de absorção e exportação de nutrientes. Observou-se que as relações N:K afetaram significativamente a massa de matéria seca das folhas, hastes e total, sendo os melhores tratamentos: o 3, para folhas e, total e o 1, para hastes. Não obteve-se diferenças para produção. Com relação aos teores de nutrientes, nas folhas, foram obtidas diferenças para o S e B e para as épocas, em todos os nutrientes, sendo que houve efeito de interação entre os tratamentos e as épocas para P, Ca e B. Nas hastes, houve diferenças para K e Zn, não houve efeito de época para P, Mg ...

Resumo (inglês)

The consumption of organic tomato has grown in recent years due to increased consumer demand for nutritional quality and concern for human health and the environment. In the cultivation of organic tomatoes, the balance between nitrogen and potassium can provide better quality health and nutrition, improving the production of tomato. The present study was designed to evaluate five relations between N and K, on nutrition and production in two tomato cultivars grown under organic management in the field in two cropping seasons. The experiments were conducted at Fazenda Nossa Senhora Aparecida, in Hidrolândia - GO. The experimental design was a randomized block design with five replications and six treatments in five proportions (1 – 100% of Bio 6 and 0 % of Bio 9; 2 – 75% of Bio 6 and 25% of Bio 9; 3 – 50% of Bio 6 and 50% of Bio 9; 4 - 25% of Bio 6 and 75% of Bio 9 e; 5 - 0% of Bio 6 and 100% of Bio 9), for two biofertilizers, one richer in nitrogen, the Bio 06, and the other richer in potassium, the Bio 9, and control. Plants were evaluated for dry matter, production, nutrients content and nutrients extracted. Chemical analyzes were conducted on a plant per plot after 28, 43, 56, 71 and 84 days after the transplant, to determine the absorptions and export nutrients. It was observed that the relationship N: K significantly affected the dry matter of leaves, rods and all, being the best treatments: the 3, sheet and full and 1 for rods. No differences were obtained for production. With respect to nutrient content in leaves, differences were obtained for S and B, and for seasons, in all nutrients, and there was an interaction effect between treatments and times for Ca, P and B. In rods, there were differences for K and Zn, there was no effect of time for P, Mg and Zn, and there was an interaction effect between treatments and times, for Mg and Mn. In fruits, it was observed that there were ...

Descrição

Idioma

Português

Como citar

MOREIRA, Claudia Araujo. Biofertilizantes: nutrição e desenvolvimento de tomate orgânico. 2012. xii, 110 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho , Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu, 2012.

Itens relacionados

Financiadores