Raiz, planta e cultura: as roças indígenas nos hábitos alimentares do povo Paresi, Tangará da Serra, Mato Grosso, Brasil

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-03-03

Orientador

Ming, Lin Chau
Carvalho, Isabel de

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Horticultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Na busca por alimentos os seres humanos vêm, ao longo do tempo desenvolvendo formas e técnicas ou de coleta ou de produção, para obter o que lhes é necessário para a sobrevivência física. Assim, o surgimento da agricultura produziu os impactos de uma revolução social e cultural sobre a humanidade há cerca de dez ou doze mil anos atrás. Entre os povos que desenvolveram agricultura estão os indígenas das Américas. No Brasil habitam cerca de 460 mil índios, e mais da metade da população indígena está localizada nas regiões Norte e Centro-Oeste do país. Os Paresi, que se autodenominam Halíti, são habitantes tradicionais dos chapadões do estado do Mato Grosso. Este grupo indígena está inserido em uma área ecotonal de cerrado e Amazônia que, ao longo do tempo, tem sofrido diversos tipos de exploração, o que ocasiona dificuldades para sua sustentação e sobrevivência física. A pesquisa de campo ocorreu no período de 2008 a 2009, na aldeia Paraíso, situada na Terra Indígena (T.I.) Juininha, município de Tangará da Serra, MT. O objetivo principal foi descrever e interpretar em profundidade as práticas agrícolas tradicionais indígenas da etnia Paresi no cultivo e coleta de plantas alimentícias. O trabalho de campo foi realizado por meio de abordagem qualitativa, utilizando entrevistas não estruturadas e semi-estruturadas, conversas informais e observação participante ativa. Paralelamente a esta atividade, as plantas, citadas como alimento, foram fotografadas, para identificação botânica. Como resultado verificou-se, que nas atividades da roça distinguiram-se as seguintes etapas componentes do calendário agrícola: escolha da área, broca, derrubada, queimada, coivara, plantio, tratos culturais, oferecimento, colheita e replantio. Além disso, algumas plantas são toleradas ou manejadas dentro e no entorno da roça, como o timbó usado na pesca...

Resumo (inglês)

In the search for food, human beings have over time developed systems and technologies, or the collection or production to get what they need for physical survival. Thus the emergence of agriculture has produced the impacts of social and cultural revolution on humanity about ten or twelve thousand years ago. Among people who developed agriculture are the indigenous people of the Americas. In Brazil there are 460 thousand Indians, and more than half of them is located in the North and Midwest of the country. Paresi Indians who call themselves Haliti, are traditional inhabitants of the Plains of the state of Mato Grosso. This indigenous group is housed in an area of deciduous savanna and Amazon, which over time has undergone various kinds of exploitation, causing difficulties for their support and physical survival. The fieldwork took place from 2008 to 2009, the village located in Paradise settlement, Juininha Indigenous Land, city of Tangará da Serra, MT. The main objective was to describe the traditional agricultural practices of the Paresi, the cultivation and collection of food plants. The field work was conducted through a qualitative approach, using unstructured and semi-structured interviews, informal conversations and active participant observation . Alongside this activity, the plants mentioned as food were photographed for botanical identification. As a result it was found that the activities of the farm distinguished the following stages of the agricultural calendar components: choice of the area, drill, felling, burning, slash, planting, cultivation, delivery, harvest and replanting. In addition, some plants are tolerated or managed in and around the farm, such as fish poison used in fishing. Five landraces of cassava (Manihot esculenta Crantz) grown in the selected field were detected. The roots are harvested and processed by the women who turn into a type of drink called... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

MACIEL, Márcia Regina Antunes. Raiz, planta e cultura: as roças indígenas nos hábitos alimentares do povo Paresi, Tangará da Serra, Mato Grosso, Brasil. 2010. vi, 206 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas, 2010.

Itens relacionados