Não existe flor hermafrodita: uma investigação das nomenclaturas utilizadas para as estruturas reprodutivas na alternância de gerações de Angiospermas

dc.contributor.authorGaniko-dutra, Matheus [UNESP]
dc.contributor.authorBonadio, Letícia De Castro [UNESP]
dc.contributor.authorCaffeu, Bruno Pazold [UNESP]
dc.contributor.authorBastos, Fernando [UNESP]
dc.contributor.authorCadeira, Ana Maria De Andrade [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.date.accessioned2023-07-29T11:15:02Z
dc.date.available2023-07-29T11:15:02Z
dc.date.issued2022-12-05
dc.description.abstractAssigning sexual nomenclatures to plants or structures in the sporophyte phase of angiosperms, as in the term hermaphrodite flower, is a recurring practice in the teaching of Botany and may cause misunderstandings. This work aimed to identify the compatibility in textbooks of higher education and in scientific papers, between the nomenclatures of the reproductive structures of angiosperms with the life phases and then classify such terms according to their likelihood to cause misunderstandings. We created a list with the main nomenclatures of the reproductive structures of angiosperms and, based on it, we carried out a categorial analysis of the textbooks and papers. The results showed lack of standardization, as the same textbook or paper sometimes uses a sexual nomenclature referring to the sporophyte, and sometimes it does not assign sexuality to it. Therefore, we recommend a standardization and unification of the terms, namely, using a proper nomenclature of a structure according to the life phase of the plant and using an exclusive term for each structure.en
dc.description.abstractA atribuição de nomenclaturas sexuais a plantas ou estruturas da fase esporofítica das angiospermas, como no termo flor hermafrodita, é recorrente no Ensino de Botânica e pode gerar distorções conceituais. Este trabalho buscou identificar a compatibilidade entre as nomenclaturas das estruturas reprodutivas de angiospermas com as fases de vida em livros didáticos de Ensino Superior e em artigos científicos, além de classificá-las de acordo com a possibilidade de promover distorções. Criamos uma lista com as principais nomenclaturas das estruturas reprodutivas de angiospermas e, com base nela, realizamos a análise categorial dos livros e artigos. Os resultados mostram uma ausência de padronização, pois um mesmo livro ou artigo, ora utiliza uma nomenclatura sexual em referência ao esporófito, ora não atribui sexualidade. Portanto, recomendamos a padronização e a unificação dos termos, isto é, a adequação da nomenclatura de uma estrutura com a fase de vida da planta e o uso de um único termo para cada estrutura.pt
dc.description.affiliationUniversidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências
dc.description.affiliationUnespUniversidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências
dc.format.extent-
dc.identifierhttp://dx.doi.org/10.1590/1516-731320220056
dc.identifier.citationCiência & Educação (Bauru). Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru., v. 28, p. -, 2022.
dc.identifier.doi10.1590/1516-731320220056
dc.identifier.fileS1516-73132022000100254.pdf
dc.identifier.issn1516-7313
dc.identifier.issn1980-850X
dc.identifier.scieloS1516-73132022000100254
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/244922
dc.language.isopor
dc.publisherPrograma de Pós-Graduação em Educação para a Ciência, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Faculdade de Ciências, campus de Bauru.
dc.relation.ispartofCiência & Educação (Bauru)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceSciELO
dc.subjectBotany teachingen
dc.subjectHigher educationen
dc.subjectTextbooksen
dc.subjectAngiospermsen
dc.subjectSpore reproductionen
dc.subjectEnsino de botânicapt
dc.subjectEnsino superiorpt
dc.subjectLivro didáticopt
dc.subjectAngiospermaspt
dc.subjectEsporidadept
dc.titleNão existe flor hermafrodita: uma investigação das nomenclaturas utilizadas para as estruturas reprodutivas na alternância de gerações de Angiospermaspt
dc.title.alternativeThere is no hermaphrodite flower: an investigation of the terminology used for the reproductive structures in the alternation of generations of Angiospermsen
dc.typeArtigo
unesp.author.orcid0000-0002-8292-9109[1]
unesp.author.orcid0000-0001-8857-8816[2]
unesp.author.orcid0000-0003-1821-0965[3]
unesp.author.orcid0000-0003-1626-7298[4]
unesp.author.orcid0000-0003-1502-2483[5]
unesp.departmentEducação - FCpt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
S1516-73132022000100254.pdf
Tamanho:
301.42 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format