Desenvolvimento de bebês nos dois primeiros meses de vida: variáveis maternas e sociodemográficas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2014

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

In the present study, participated sixteen mothers. We discuss about risk factors for the development of the baby, especially main measurements maternal and sociodemographic. Mothers were interviewed and inventories to assess anxiety and stress. The babies were assessed from 'Inventário Operacionalizado Portage. The results pointed positive correlations between anxiety and self-care, and negative associations between maternal stress and cognitive development of infants. There were significant correlations between maternal age and cognitive, and motor development in the second month (p=0.005; 013). Gestational age was significant for the motor area in the second month of a baby's life (p=0.026), however this correlate was negative. The variable birth weight showed significant difference in cognition and negative in the second month (p=0.29); and maternal education was significant positive for the language area in the first month (p=0.000). These results emphasized the importance of guidance and monitoring of mothers during the postpartum.

Resumo (português)

No presente estudo, realizado com dezesseis mães, discute-se sobre fatores de risco para o desenvolvimento do bebê, em especial, variáveis maternas e sociodemográficas. As mães responderam a uma entrevista e inventários para avaliação de ansiedade e estresse. Os bebês foram avaliados pelo Inventário Portage Operacionalizado. Os resultados apontaram correlações positivas entre ansiedade e autocuidado e negativas entre estresse materno e desenvolvimento cognitivo dos bebês. Houve correlações significantes entre idade materna e desenvolvimento motor e cognitivo no segundo mês (p=0,005; 0,013). A idade gestacional mostrou-se significante para a área motora no segundo mês de vida do bebê (p=0,026), mas a correlação foi negativa. A variável peso ao nascer apontou diferença significante e negativa para cognição no segundo mês (p=0,29) e a escolaridade materna foi significante e positiva para a área de linguagem no primeiro mês (p=0,000).Os dados referendam a importância da orientação e acompanhamento de mães durante o pós-parto.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Pensando Famílias, v. 18, n. 1, p. 64-77, 2014.

Itens relacionados

Financiadores