Seed quality, chlorophyll content index and leaf nitrogen levels in maize inoculated with Azospirillum brasilense

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2015-07-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Univ Federal Ceara, Dept Geol

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

The aim of this study was to evaluate differences between maize genotypes in relation to the germination response of the seeds and the growth of seedlings inoculated with Azospirillum brasilense, as well as the effect of inoculation on nitrogen levels and the chlorophyll content index of the leaves. The physiological seeds quality from the single-cross hybrids AG7098 and 2B707, and from the experimental synthetic varieties V2 and V4, inoculated with A. brasilense, was tested for germination, percentage and rate of emergence, and dry matter weight of the shoots and roots. Nitrogen levels and chlorophyll content index were evaluated in leaves of the same four genotypes grown in a greenhouse under different nitrogen supply systems and methods of inoculation with A. brasilense. The genotypes differ with regard to inoculation with A. brasilense. The hybrids were responsive to inoculation with A. brasilense for root dry matter weight. The V2 variety had a lower performance as regards root dry matter weight, with the opposite being seen for the dry matter weight of the shoots. V4 displayed no significant differences when inoculated. The results of the chlorophyll content index were not significant. Each genotype under evaluation displayed a different response for leaf nitrogen levels. It is possible to infer that the hybrids responded better to inoculation with the bacteria, with the greater root development leading to a better utilisation of water and nutrients.

Resumo (português)

O objetivo deste estudo foi avaliar diferenças entre genótipos de milho quanto à resposta germinativa das sementes e crescimento de plântulas inoculadas com Azospirillum brasilense, assim como o efeito da inoculação no teor de nitrogênio e índice de conteúdo de clorofila foliar. A qualidade fisiológica de sementes dos híbridos simples, AG7098 e 2B707, e das variedades sintéticas experimentais, V2 e V4, inoculados com A. brasilense foi avaliada por meio de testes de germinação, porcentagem e velocidade de emergência e, massa de matéria seca de parte aérea e raiz. O teor de nitrogênio e o índice de conteúdo de clorofila foram avaliados em folhas dos mesmos quatro genótipos cultivados em casa de vegetação sob diferentes sistemas de fornecimento de nitrogênio e formas de inoculação com A. brasilense. Os genótipos diferem em relação à inoculação com A. brasilense. Os híbridos foram responsivos à inoculação com A. brasilense para massa de matéria seca de raiz. A variedade V2 apresentou comportamento inferior quanto à massa de matéria seca de raiz, mas o contrário foi observado para massa de matéria seca de parte aérea, e V4 não apresentou diferenças significativas quando inoculada. Os resultados de índice de conteúdo de clorofila não foram significativos. Para teor de nitrogênio foliar, cada genótipo avaliado respondeu de maneira particular. É possível inferir que os híbridos avaliados responderam melhor à inoculação com a bactéria, sendo que o maior desenvolvimento de raízes leva ao maior aproveitamento de água e nutrientes.

Descrição

Idioma

Inglês

Como citar

Revista Ciencia Agronomica. Fortaleza: Univ Federal Ceara, Dept Geol, v. 46, n. 3, p. 630-637, 2015.

Itens relacionados