Influência de sistemas de semeadura na população de pragas e nas características morfofisiológicas em cultivares de soja

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2014-02-18

Orientador

Bueno, Regiane Cristina O. de
Silva, Marcelo de Almeida

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A arquitetura das plantas pode ser modificada pelas práticas de condução da cultura influenciando assim aspectos fitossanitários e a produtividade. Diante disso, este trabalho teve como objetivo verificar a influência de diferentes arranjos de plantio na população de pragas e nas características morfofisiológicas na cultura da soja. O experimento foi composto por oito tratamentos, sendo quatro sistemas de plantio com diferentes espaçamentos entre linhas e duas cultivares de soja, uma de hábito de crescimento determinado e outra indeterminado e quatro repetições com parcelas de 12 x 07 m. Foram avaliados utilizando a população de insetos-praga, os danos de percevejos, os parâmetros morfofisiológicos, e ao final do ciclo as variáveis agronômicas e produtividade. Em relação à população de insetos-praga os sistemas de plantio convencional e fileira dupla foram os que tiveram maior ocorrência de lagartas desfolhadoras. Quanto à população de percevejos e inimigos naturais não houve diferença entre os tratamentos. No teste de tetrazólio houve maior quantidade de danos nos grãos no sistema de fileira dupla. A condição fisiológica das plantas de soja se manteve melhor nos sistemas de plantio convencional e fileira dupla, porém para os parâmetros de razão da área foliar (RAF) e área foliar específica (AFE) não houve diferença. O sistema de plantio reduzido apresentou maior quantidade de ramificações e consequentemente maior quantidade de vagens e grãos, entretanto este incremento não refletiu na produção, pois os tratamentos não diferiram entre si quanto à produtividade.

Resumo (inglês)

The architecture of the plants can be modified by the driving practices of culture influencing plant health and productivity. Thus, this study aimed to investigate the influence of different planting arrangements in the pest population and the morphophysiological traits in soybean. The experiment consisted of eight treatments, four tillage systems with different row spacings and two soybean cultivars, one of determinate growth habit and other indeterminate and four replications with plots of 12 x 07 m. Were evaluated using the population of insect pests, stink bug damage, the morphophysiological parameters , and at the end of the cycle variables agronomic and productivity. In relation to the population of insect pests conventional tillage systems and double row were those who had a higher incidence of defoliating caterpillars. As the population of bed bugs and natural enemies there was no difference between treatments. In tetrazolium test a higher amount of damage to grain in double row system. The physiological condition of the soybean plants kept in the best of conventional and double row planting systems, but for the parameters of leaf area ratio (RAF) and specific leaf area (AFE) there was no difference. The system of reduced tillage had greater amount of branching and hence larger amount of beans and grains, however this increase was not reflected in production because the treatments did not differ in terms of productivity.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

CARVALHO, Marina Mouzinho. Influência de sistemas de semeadura na população de pragas e nas características morfofisiológicas em cultivares de soja. 2014. v, 59 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho” , Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu, 2014.

Itens relacionados

Financiadores