Seed germination and seedling development of white oat affected by silicon and phosphorus fertilization

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-02-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ)

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Os fertilizantes silicatados tem sido cada vez mais usados na agricultura devido a inúmeros benefícios, tais como correção da acidez de solos tropicais e efeitos positivos no desenvolvimento de gramíneas. A disponibilidade de nutrientes e a nutrição de plantas desempenham papel importante na produção de sementes e podem influenciar a qualidade fisiológica de sementes de aveia-branca (Avena sativa L.). Avaliou-se a germinação de sementes e o desenvolvimento de plântulas de aveia-branca em função da adubação com silício e fósforo. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2 x 4, com seis repetições. Os tratamentos consistiram de 20 e 200 mg dm-3 de P2O5, aplicados na forma de superfosfato triplo, combinados com 0, 150, 300 e 450 mg dm-3 de Si na forma de silicato de potássio. O experimento foi realizado em casa de vegetação, conduzindo-se sete plantas por vaso, com capacidade para 15 L de terra. As panículas foram colhidas e debulhadas manualmente e, as sementes, armazenadas em sacos de papel em condições normais de ambiente. As sementes foram avaliadas quanto ao teor de água, massa de sementes, germinação, condutividade elétrica, comprimento e massa da matéria seca de plântulas. Sementes de aveia-branca com qualidade superior são produzidas com 20 mg dm-3 de P2O5, independente da dose de Si. Sementes com maior germinação e vigor são obtidas com 300 e 450 mg dm-3 de K2SiO3, respectivamente. Os comprimentos da raiz e total das plântulas foram inferiores nas doses de Si até 300 kg ha-1, porém a dose de fósforo somente afetou o desenvolvimento das plântulas de maneira distinta quando aplicada junto com a maior dose de silício.

Resumo (inglês)

Silicon (Si) fertilizers have been increasingly used in agriculture due to several benefits as acidity correction in tropical soils and positive effects on the development of grasses. Nutrient availability and plant nutrition play an important role in seed production and may affect the physiological quality of white oat seeds. The present study had as objective to evaluate seed germination and seedling development of white oat (Avena sativa L.) affected by silicon and phosphorus fertilization. The experimental design was the completely randomized, analyzed as a factorial 2 x 4, with six replications. Treatments consisted of 20 and 200 mg dm-3 of P2O5, applied as triple superphosphate, combined with 0, 150, 300 and 450 mg dm-3 of Si, as potassium silicate. The experiment was carried out in greenhouse, with seven plants per 15-L pot. Panicles were harvested and threshed manually and white oat seeds were stored in paper bags under normal environmental conditions. Seeds were evaluated by moisture content, seed weight, germination, electrical conductivity, seedling length and dry matter. White oat seeds with better quality are produced with 20 mg dm-3 of P2O5 under any Si doses. Higher seed germination and vigor is obtained with 300 and 450 mg dm-3 of K2SiO3, respectively. Silicon doses decreased root and total seedling length similarly up to the dose of 300 kg ha-1 but P dose only influenced seedling development distinctively whenever applied with the higher silicon dose.

Descrição

Idioma

Inglês

Como citar

Scientia Agricola. São Paulo - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, v. 68, n. 1, p. 18-23, 2011.

Itens relacionados

Financiadores