Ruzigrass affecting soil-phosphorus availability

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-12-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA)

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

The objective of this work was to evaluate the effectiveness of ruzigrass (Urochloaruziziensis) in enhancing soil-P availability in areas fertilized with soluble or reactive rock phosphates. The area had been cropped for five years under no-till, in a system involving soybean, triticale/black-oat, and pearl millet. Previously to the five-year cultivation period, corrective phosphorus fertilization was applied once on soil surface, at 0.0 and 80 kg ha-1 P2O5, as triple superphosphate or Arad rock phosphate. After this five-year period, plots received the same corrective P fertilization as before and ruzigrass was introduced to the cropping system in the stead of the other cover crops. Soil samples were taken (0-10 cm) after ruzigrass cultivation and subjected to soil-P fractionation. Soybean was grown thereafter without P application to seed furrow. Phosphorus availability in plots with ruzigrass was compared to the ones with spontaneous vegetation for two years. Ruzigrass cultivation increased inorganic (resin-extracted) and organic (NaHCO3) soil P, as well as P concentration in soybean leaves, regardless of the P source. However, soybean yield did not increase significantly due to ruzigrass introduction to the cropping system. Soil-P availability did not differ between soluble and reactive P sources. Ruzigrass increases soil-P availability, especially where corrective P fertilization is performed.

Resumo (português)

O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia da braquiária (Urochloa ruziziensis) em aumentar a disponibilidade de P, em solo de áreas fertilizadas com fosfatos solúveis ou reativos. A área havia sido cultivada em semeadura direta por cinco anos, em sistema de cultivo com soja, triticale/aveia-preta e milheto. Previamente ao período de cinco anos de cultivo, aplicou-se adubação corretiva de P à superfície do solo, com 0,0 ou 80,0 kg ha-1 P2O5, nas formas de superfosfato triplo ou fosfato Arad. Após esse período de cinco anos, as parcelas receberam a mesma adubação corretiva de antes, e a braquiária foi introduzida no sistema de cultivo no lugar das outras plantas de cobertura. Após o cultivo da braquiária, foram coletadas amostras de solo, na camada 0-10 cm, e submetidas ao fracionamento de P. A soja foi cultivada em seguida, sem adubação fosfatada no sulco de plantio. A disponibilidade de P nas parcelas com a braquiária foi comparada àquelas com vegetação espontânea, por dois anos. O cultivo da braquiária aumentou os teores de P inorgânico (extraído com resina) e orgânico (NaHCO3) no solo, bem como o conteúdo de P nas folhas da soja, independentemente da fonte de P utilizada. No entanto, a produtividade da soja não aumentou significativamente pela introdução da braquiária ao sistema de cultivo. A braquiária aumenta a disponibilidade de P no solo, especialmente nas áreas com adubação fosfatada corretiva.

Descrição

Idioma

Inglês

Como citar

Pesquisa Agropecuária Brasileira. Embrapa Informação TecnológicaPesquisa Agropecuária Brasileira, v. 48, n. 12, p. 1583-1588, 2013.

Itens relacionados

Financiadores