O uso de bancos de dados para verificação da distribuição e lacunas de coleta das espécies de lianas da família Bignoniaceae no Estado de São Paulo, Brasil.

dc.contributor.advisorRezende, Andréia Alves [UNESP]
dc.contributor.authorSantos, Ana Maria Dourado Dos
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2023-01-17T13:06:34Z
dc.date.available2023-01-17T13:06:34Z
dc.date.issued2022-12-15
dc.description.abstractA família Bignoniaceae é representada por 08 tribos, a tribo Bignonieae é constituída, em sua maioria, por espécies de lianas. De acordo com a Flora do Brasil, são reconhecidas 301 espécies de lianas em 20 gêneros, sendo 79 espécies e 16 gêneros listados para o Estado de São Paulo. Não há inventários botânicos que levem em consideração apenas as lianas dessa família no estado. Na tentativa de suprir parte dessa lacuna de conhecimento, esse estudo propõe usar como modelo as espécies de liana da família Bignoniaceae. Tendo como objetivo verificar a distribuição e as lacunas de coleta. Os resultados desse projeto além de contribuir para direcionar inventários futuros de lianas, permitem reconhecer as espécies mais frequentes, podendo auxiliar nas tomadas de decisões para o manejo de lianas. Para tanto, os dados foram coletados a partir das informações contidas na plataforma do INCT- Herbário Virtual da Flora e dos Fungos, para o levantamento das espécies foi utilizado o sistema de busca speciesLink. Após a coleta das informações e limpeza dos dados obtivemos uma lista com 8125 coletas representadas por 75 espécies distribuídas em 15 gêneros. As espécies mais representativas foram: Pyrostegia venusta, Adenocalymma bracteatum e Dolichandra unguis-cati. O estado de São Paulo possui 645 municípios e observou-se que 263 municípios não têm nenhuma coleta de lianas da família Bignoniaceae e 299 têm menos de 20 coletas, sendo as regiões oeste e noroeste as que apresentam menor porcentagem amostral. Os municípios do interior, localizados nas mesorregiões São José do Rio Preto, Marília, Presidente Prudente e Araçatuba representam as maiores lacunas de coleta do estado. Apesar do município de São José do Rio Preto e Gália estarem entre os 10 municípios com maior representatividade de coleta, estão localizados em regiões administrativas que apresentam menor cobertura amostral. Assim, constatou-se que as regiões centrais do estado são favorecidas pela realização de projetos de dissertação e teses, apresentando uma maior cobertura amostral. Enquanto o interior do estado, principalmente oeste e noroeste, representam mais da metade das lacunas de coleta. Constatamos assim que estas regiões são prioritárias para realização de levantamentos florísticos.pt
dc.description.abstractThe Bignoniaceae family is represented by 08 tribes, the Bignonieae tribe is constituted, in its majority, by species of lianas. According to Flora do Brasil, 301 species of lianas are recognized in 20 genera, with 79 species and 16 genera listed for the State of São Paulo. There are no botanical inventories that take into account only the lianas of this family in the state. In an attempt to fill part of this knowledge gap, this study proposes to use liana species of the Bignoniaceae family as a model. Aiming to verify the distribution and collection gaps. The results of this project, in addition to contributing to guide future inventories of lianas, allow the recognition of the most frequent species, which can help in decision-making for the management of lianas. For this purpose, data were collected from information contained on the platform of the INCT-Virtual Herbarium of Flora and Fungi, for the survey of species, the search system spciesLink was used. After collecting the information and cleaning the data, we obtained a list with 8125 collections represented by 75 species distributed in 15 genera. The most representative species were: Pyrostegia venusta, Adenocalymma bracteatum and Dolichandra unguis-cati. The state of São Paulo has 645 municipalities and it was observed that 263 municipalities have no collection of lianas of the Bignoniaceae family and 299 have less than 20 collections, with the west and northwest regions having the lowest sample percentage. The municipalities in the interior, located in the mesoregions of São José do Rio Preto, Marília, Presidente Prudente and Araçatuba, represent the largest collection gaps in the state. Although the municipality of São José do Rio Preto and Gália are among the 10 municipalities with the highest representativeness of collection, they are located in administrative regions that have a smaller sample coverage. Thus, it was found that the central regions of the state are favored by carrying out dissertation and these projects, with greater sample coverage. While the interior of the state, mainly the west and northwest, represent more than half of the collection gaps. We thus found that these regions are a priority for carrying out floristic surveys.en
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/238759
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.subjectLevantamentopt
dc.subjectTrepadeiraspt
dc.subjectÁreas prioritáriaspt
dc.subjectPriority areasen
dc.subjectLevyen
dc.subjectClimberen
dc.titleO uso de bancos de dados para verificação da distribuição e lacunas de coleta das espécies de lianas da família Bignoniaceae no Estado de São Paulo, Brasil.pt
dc.title.alternativeThe use of databases to verify the distribution and collection gaps of liana species of the Bignoniaceae family in the State of São Paulo, Brazil.en
dc.typeTrabalho de conclusão de curso
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Engenharia, Ilha Solteirapt
unesp.undergraduateCiências Biológicas - FEISpt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
santos_amb_tcc_ilha.pdf
Tamanho:
1.47 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Licença do Pacote
Agora exibindo 1 - 2 de 2
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
license.txt
Tamanho:
2.43 KB
Formato:
Item-specific license agreed upon to submission
Descrição:
Nenhuma Miniatura disponível
Nome:
santos_amb_autorizacao_ilha.pdf
Tamanho:
153.78 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format
Descrição: