Espaço da circulação e saúde ambiental na produção do espaço urbano em Manaus

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-04-15

Autores

Amorim, Fernando de Oliveira [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Neste trabalho analisamos a relação entre espaço da circulação, saúde ambiental e produção do espaço urbano, a partir da análise do processo de produção deste espaço urbano pelo espaço da circulação como um acúmulo desigual de tempos até a cidade do automóvel em Manaus. Constata-se que este acúmulo desigual de tempos, com suas relações e conflitos, acabam por se tornar um problema ao gerar exclusão sócio-espacial e também problemas de saúde ambiental ao impactar desigualmente a qualidade de vida de seus moradores. Este efeito compõe um estado ambiental de poluição atmosférica que por sua vez é pressionada e acentuada pelo aumento da taxa de motorização. Neste contexto, aplicamos uma matriz de análise de indicadores ambientais baseada no modelo FPEEEA (Força Motriz, Pressão, Estado/Situação, Exposição, Efeito, Ação), aqui compreendida como Força Motriz, Pressão, Situação, Efeito e Resposta (FMPSER). A partir da correlação destes indicadores sócio-ambientais, analisamos a incidência sintomática de morbidades do aparelho respiratório em trabalhadores informais frente à exposição a poluentes atmosféricos provenientes da queima de combustível fóssil em veículos automotores nos terminais de transporte coletivo urbano em Manaus (Terminal 01, Terminal 02, Terminal 03, Terminal 04 e Terminal 05) e pela área circundante à Igreja Matriz (calçadão na Rua Theodoro Souto esquina com Marechal Deodoro e Pavilhão Universal na Praça Tenreiro Aranha), conhecido como Terminal da Matriz...
In this study we analyze the relationship between circulation space, environmental health and production of urban space, from the analysis of the building process of urban space by the circulation space as an unequal accumulation of time until the car city in Manaus. It appears that this accumulation of unequal time, along with their relationships and conflicts, eventually become a problem when generates sociospatial exclusion and also environmental health problems for impacting unequally at its residents’ quality of life. This effect sets up an environmental state of pollution which is pressed and accentuated by the increasing rate of motorization. In this context, we applied an environment indicator analysis matrix based on the FPEEEA model (Driving Force, Pressure, State/Situation, Exposure, Effect, Action), translated in here as Driving Force, Pressure, State, Effect and Response (FMPSER). From the correlation among these social-environmental indicators, we analyzed the respiratory morbidity symptomatic incidence in informal workers, who were exposed to air pollutants resulting from the fossil fuel burning in motor vehicles of urban public transportation terminals in Manaus (Terminal 01, Terminal 02, Terminal 03, Terminal 04 and Terminal 05) and the area surrounding the Matix Church (sidewalk on the corner of Theodoro Souto and Marshal Deodoro Streets and the Pavilhão Universal at Tenreiro Aranha Square), known as the Matrix’ Terminal... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Geografia, Saude ambiental, Espaço, Espaço urbano, Poluição veicular, Espaço da circulação, Direito a cidade, Circulation space, Environmental health, Right to the city, Production of urban space, Vehicular pollution

Como citar

AMORIM, Fernando de Oliveira. Espaço da circulação e saúde ambiental na produção do espaço urbano em Manaus. 2011. xvi, 199 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Tecnologia, 2011.