Desigualdade da sobrevivência de trabalhadores de Botucatu, São Paulo, Brasil

Imagem de Miniatura

Data

2001-08-01

Autores

Cordeiro, Ricardo [UNESP]
Silva, Edmilson de Araújo

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz

Resumo

Este é um estudo observacional longitudinal que objetivou estimar o risco de óbito e a curva de sobrevivência da população de Botucatu, São Paulo, classificada segundo ocupações. Foram analisadas as histórias ocupacionais de moradores da cidade falecidos entre 1º de janeiro de 1997 e 31 de março de 1998, bem como de seus cônjuges, totalizando 992 indivíduos. Com os dados obtidos, ajustamos um modelo de riscos proporcionais, tendo como variável tempo, a idade no momento do óbito ou da entrevista, e como covariável de interesse, a ocupação. O modelo ajustado evidenciou que o risco de óbito aumenta consistentemente para grupos ocupacionais menos especializados, apontando uma diferença de cerca de 12 anos na esperança de vida entre trabalhadores intelectuais e trabalhadores braçais, um indicador de desigualdade social na cidade.
The aim of this observational study was to estimate the survival function and risk of death in Botucatu, Southeast Brazil, by occupation. The occupational history of inhabitants of Botucatu who died after their 10th birthday from January 1, 1997, to March 31, 1998, was analyzed, as were the occupational histories of workers' spouses. A total of 992 subjects were studied. Data were analyzed by fitting a proportional hazards model where the time variable was age at death or at time of interview and the main co-variable was occupation. Results showed that risk of death increased consistently as the level of occupational specialization decreased, displaying a 12-year increase in life expectancy for professional as compared to unskilled workers.

Descrição

Palavras-chave

Mortalidade Ocupacional, Saúde Ocupacional, Sobrevivência, Occupational Mortality, Occupational Health, Survival

Como citar

Cadernos de Saúde Pública. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, v. 17, n. 4, p. 925-931, 2001.