Standardization of an experimental model of parabiotic isolated heart in rabbits

Nenhuma Miniatura disponível

Data

2000-09-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O objetivo foi a padronização de modelo experimental de coração isolado parabiótico em coelhos, testando sua estabilidade e durabilidade, para fins de pesquisa cardiovascular. Foram utilizados 66 coelhos raça Norfolk-2000 divididos em grupo doador do coração isolado e animais suporte, totalizando 33 preparações. Mediante auxilio de bombas peristálticas estabeleceu-se suporte circulatório para o coração isolado mantendo-se fluxo constante(16ml/min.). Um balão intraventricular foi inserido no ventrículo esquerdo, sendo ajustado para gerar pressão diastólica de ± 10mmHg. A freqüência foi fixada em 120 batimentos por minuto mediante o uso de marcapasso. Foram avaliadas variáveis hemodinâmicas, laboratoriais e anatomopatológicas. Das 33 preparações, 13 foram excluídas mediante critérios pré-estabelecidos. Das 20 restantes, 10 cumpriram o tempo máximo do protocolo(180 minutos). Com relação ao animal suporte houve deterioração hemodinâmica progressiva c/ queda da pressão arterial média(89,30±6,09mmHg->47,50±6,35mmHg). Com relação ao corações isolado, das 10 preparações que cumpriram os 180 minutos de protocolo, houve estabilidade hemodinâmica. As variáveis laboratoriais mostraram queda progressiva do sódio, potássio e hemoglobina, sendo compatível com hemodiluição. O exame anatomopatológico mostrou espaçamento maior entre fibras, compatível com edema. O presente modelo mostrou estabilidade e atividade de 100% das preparações em 60 minutos, havendo perdas progressivas chegando a 50% das preparações em atividade em 180 minutos. O presente modelo, dentro das limitações estabelecidas é viável para pesquisas cardiovasculares.

Resumo (inglês)

The objective was to standardize an experimental model of parabiotic isolated heart in rabbits, testing their stability and durability for use in cardiovascular research. Sixty-six Norfolk-2000 rabbits were used and divided in 2 groups: donors of the isolated heart and support animals, in a total of 33 preparations. Circulatory support for the isolated heart was established with the aid of peristaltic pumps and the flow was kept constant (16ml/min.). An intraventricular balloon was inserted in the left ventriculum, and was adjusted to produce diastolic pressure of ± 10mmHg. Heart rate was established at 120 beats per minute with the use of a pacemaker. Hemodynamic, laboratory and histopathological parameters were evaluated. of the 33 preparations, 13 were excluded according to preestablished criteria. of the 20 remaining preparations, 10 completed the maximum protocol time (180 minutes). There was progressive hemodynamic deterioration with decrease of mean blood pressure (89.30±6.09mmHg->47.50±6.35mmHg) in the support animal. There was hemodynamic stability of the isolated heart for the 10 preparations that completed the 180 minutes of the protocol. Laboratory parameters showed progressive decrease of sodium, potassium and hemoglobin, which is compatible with hemodilution. Histopathology showed greater distance among the fibers, compatible with edema. The present model showed 100% stability and activity of the preparations within 60 minutes, and 50% of the active preparations were progressively lost within 180 minutes. The present model is viable for cardiovascular research.

Descrição

Idioma

Inglês

Como citar

Acta Cirúrgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 15, n. 3, p. 00-00, 2000.

Itens relacionados

Financiadores