Efeito da estimulação do músculo tibial cranial após neurorrafia término-lateral do nervo fibular em ratos

dc.contributor.advisorNeto, Fausto Viterbo de Oliveira [UNESP]
dc.contributor.authorMaciel, Fábio Oliveira [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-06-11T19:29:14Z
dc.date.available2014-06-11T19:29:14Z
dc.date.issued2012-02-14
dc.description.abstractNo tratamento de lesões de nervos periféricos por neurorrafia, ainda não se obtém total recuperação motora ou sensitiva. Por esse motivo, muitas pesquisas buscam propor técnicas para melhorar a funcionalidade de um músculo reinervado. Neste contexto, a neurorrafia látero-terminal (NLT) sem lesão no nervo doador trouxe grande contribuição, pois, a partir desta descoberta, qualquer nervo pode ser utilizado como nervo doador sem prejuízos para este ou para as estruturas por ele inervadas. Este achado despertou grande interesse na comunidade científica, demonstrando resultados bem-sucedidos em tratamentos como paralisia facial, avulsão de plexo braquial, e outras situações de lesões de nervo periférico. Porém, após uma neurorrafia, o tempo necessário para a regeneração axonial determinará atrofia das fibras musculares. A estimulação elétrica preveniria este fator negativo. Esta pesquisa teve como objetivo estudar a eficiência da estimulação elétrica na recuperação do músculo tibial cranial (MTC) e nervo fibular após secção e neurorrafia látero-terminal do coto distal do nervo fibular à face lateral do nervo tibial. Foram utilizados 60 ratos da raça Wistar, machos, com massa média de, 261,87 g (+/- 28,39)g, fornecidos pelo Biotério Central da Universidade Estadual Paulista (UNESP) – Campus de Botucatu. Os animais foram divididos, aleatoriamente, em quatro grupos experimentais. Grupo Controle, controle de normalidade; Grupo Desnervado, controle de desnervação; Grupo NLT, neurorrafia látero-terminal do coto distal do nervo fibular à face lateral do nervo tibial; e Grupo NLT+EE, neurorrafia látero-terminal do coto distal do nervo fibular à face lateral do nervo tibial e tratamento com eletroestimulação. Os resultados da análise da marcha e da análise morfométrica demonstraram superioridade do...pt
dc.description.abstractTreatment of peripheral nerve injuries by neurorrhaphy, still not achieved full motor or sensorial recovery. For this reason many studies seek to propose techniques to improve the functionality of a reinnervated muscle. In this context the end-to-side neurorrhaphy (ESN) without donor nerve injury brought great contribution for peripheral nerve injuries. Using ESN any nerve can be used as a donor nerve without harming themselves or the structures innervated by them. This finding aroused great interest in the scientific community, demonstrating successful results in treatments such as facial palsy, brachial plexus avulsion, and other situations of peripheral nerve injuries. But after a neurorrhaphy the time needed for nerve regeneration can determine muscle fibers atrophy and electrical stimulation could prevent this negative factor. This research aimes to study the efficiency of electrical stimulation in cranial tibial muscle and peroneal nerve recovery after section and end-to-side neurorrhaphy of the distal stump of the peroneal nerve to the lateral surface of the tibial nerve. Sixty Wistar rats, male, weighing an average of 261.87 g (+ / - 28.39) g, provided by Central Vivarium of the Universidade Estadual Paulista – UNESP (Paulista State University) – Botucatu Campus, were used. The animals were divided randomly into four experimental groups: Control Group, normal group; Denervated Group; ; ESN Group, end-to-side neurorrhaphy of the distal stump of the peroneal nerve to the lateral surface of the tibial nerve; ESN+ES Group, end-to-side neurorrhaphy of the distal stump of the peroneal nerve to the lateral surface of the tibial nerve and treatment with electrical stimulation. The results of walking trak analisys (WTA) and morphometric analysis demonstrated superiority of ESN+ES group over ESN group. Based on the used... (Complete abstract click electronic access below)en
dc.description.sponsorshipUniversidade Estadual Paulista (UNESP)
dc.format.extent110 f.
dc.identifier.aleph000686988
dc.identifier.capes33004064006P8
dc.identifier.citationMACIEL, Fábio Oliveira. Efeito da estimulação do músculo tibial cranial após neurorrafia término-lateral do nervo fibular em ratos. 2011. 110 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina de Botucatu, 2011.
dc.identifier.filemaciel_fo_me_botfm.pdf
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/98123
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectNervos - Enxertospt
dc.subjectNervos perifericospt
dc.subjectEstimulos eletricospt
dc.subjectCranial tibial muscleen
dc.titleEfeito da estimulação do músculo tibial cranial após neurorrafia término-lateral do nervo fibular em ratospt
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Medicina, Botucatupt
unesp.graduateProgramBases Gerais da Cirurgia - FMBpt
unesp.knowledgeAreaReparação, regeneração e transplante de órgãos e tecidospt
unesp.researchAreaDesnervação e regeneração nervosapt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
maciel_fo_me_botfm.pdf
Tamanho:
1.13 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format