Novos processos de reciclagem de chumbo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2006-01-01

Autores

Chacón-Sanhueza, A. E. [UNESP]
Fontanetti, A. R.

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Rede Latino-Americana de Materiais

Resumo

O processo pirometalúrgico convencional para a produção de chumbo metálico é comparado com dois novos processos ambientalmente não agressivos: o eletrohidrometalúrgico e fusão alcalina. O processo eletrohidrometalúrgico consiste em reduzir o tamanho das partículas dos compostos de chumbo e lixiviar os mesmos com uma solução ácida de fluoborato férrico. Neste ponto, o chumbo é dissolvido com os íons férricos sendo reduzidos a íons ferrosos. A solução resultante da lixiviação é bombeada para os compartimentos catódicos de uma célula eletrolítica de diafragma nos quais o chumbo metálico é depositado em catodos de aço inoxidável numa forma compacta e pura. A solução que é empobrecida em íons Pb2+ é então enviada aos compartimentos anódicos da mesma célula onde, nas superfícies de anodos ocorre a oxidação dos íons ferrosos a férricos, que retornam ao estágio de lixiviação. O processo de fusão alcalina consiste em se juntar soda cáustica fundida, enxofre e compostos de chumbo num reator a uma temperatura entre 600 °C e 700 °C. Como um resultado chumbo metálico é obtido juntamente com sais fundidos de sódio, sulfetos metálicos e borra. O fundido é processado, resultando em borra, sulfetos metálicos, soda cáustica e enxofre. Estes dois últimos retornam para o reator. Ambos os processos permitem a recuperação de metais como antimônio, estanho, enxofre e prata, que em processo convencional são perdidos na escória. Esses novos processos são ambientalmente corretos sem poluições severas de Pb e SO2. O chumbo metálico obtido é mais puro que aquele do processo convencional.
The conventional pirometallurgical process for the production of metallic lead is compared with two innovative clean processes: electrohydrometallurgical and alkaline smelting. The electrohydrometallurgical process consists on reducing the particle size of the lead compounds and leaching them with an acidic solution of ferric fluoroborate. In this step, lead is dissolved with the ferric being reduced to ferrous ions. The resulting solution from the leaching step is sent to the cathodic compartment of a diaphragm cell in which lead is deposited on a cathode of stainless steel, in compact and pure form. The solution that is depleted of lead ions is then sent to the anodic compartment of the same cell where a suitable anode oxidizes ferrous to ferric ions that turn back to the leaching step. The alkaline smelting process consists in feeding molten caustic soda, sulfur and lead compounds into a reaction reactor at temperature of 600-700°C. As a result metallic lead is obtained together with a melt containing sodium salts, metal sulfides and gangue. The melt is processed yielding gangue, metal sulfides, caustic soda and sulfur. These two last turn back to the reaction reactor. Both processes allow the recovery of valuable metals such as antimony, tin, sulfur and silver that in conventional process are losing in the slag. These innovate processes are ecologically cleaning processes without serious pollution of Pb and SO2. The obtained metallic lead is purer than that from conventional process and seldom contains any impurity.

Descrição

Palavras-chave

Chumbo, processo eletrohidrometalúrgico, fusão alcalina e meio ambiente, Lead, electrohydrometallurgical process, alkaline smelting process and environment

Como citar

Matéria (Rio de Janeiro). Rede Latino-Americana de Materiais, v. 11, n. 2, p. 146-154, 2006.

Coleções