Técnicas de geoprocessamento aplicadas na quantificação de perdas de solo em bacia hidrográfica

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2017-02-24

Orientador

Campos, Sérgio

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Energia na Agricultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A erosão hídrica consiste no fator principal de degradação do solo em áreas rurais. O processo de perda de solo é influenciado por fatores como a precipitação, pelas características naturais do solo em se degradar, das características topográficas e a ação do homem por meio do uso e ocupação do solo e de práticas de caráter conservacionista, que podem acelerar ou reduzir o processo. O presente trabalho teve como objetivo realizar uma estimativa das perdas de solo por erosão, por meio da Equação Universal de Perda de Solo Revisada (RUSLE), para avaliar o grau de degradação existente na bacia hidrográfica do Córrego Anhumas, localizada entre os municípios de Anhembi, Bofete e Botucatu, Estado de São Paulo. A área de estudo situa-se geograficamente entre as coordenadas 48° 19' 37'' a 48° 16' 13'' de longitude W Gr. e 22° 59' 59'' a 22° 54' 30'' de latitude S, apresentando uma área de 2.649,66 hectares. Os mapas de Erosividade da chuva, Erodibilidade do solo, fator topográfico, uso e ocupação do solo e práticas conservacionistas foram elaborados em ambiente de Sistema de Informação Geográfica (SIG) a partir de dados do programa netErosividade SP, mapa de solos do Estado de São Paulo, do Modelo Digital de Elevação do Terreno (MDE) - Projeto TOPODATA - e de imagens do satélite LANDSAT-8, respectivamente. Foram determinados o Potencial Natural de Erosão (PNE), a perda média anual de solo, as subclasses de capacidade de uso do solo e a adequação agronômica das terras da bacia do Córrego Anhumas. A maior parcela do PNE está no limite aceitável de possíveis perdas, sendo as áreas com potencial mais crítico, praticamente restritas a porção mais declivosa e com maior taxa de Erosividade. As perdas de solos por meio do modelo da RUSLE evidenciaram que o processo erosivo resulta da interação de fatores abióticos (intrínsecos do meio) e bióticos (ação antrópica), porém sofreu maior influência do Fator C, principalmente devido a influência da Vegetação Nativa e das Áreas de Preservação Permanente (APP). O mapa das subclasses de capacidade de uso do solo, permitiu a indicação dos usos e manejos em teoria mais adequados a realidade da bacia em função de suas características, principalmente das classes de solo e da declividade. A sobreposição dos mapas de perdas de solo e das subclasses permitiu a elaboração do mapa de adequação agronômica, que demonstrou a aptidão da bacia para culturas anuais, perenes em geral, reflorestamentos e pastagens, além da importância de aliar áreas de conservação/preservação da vegetação nativa com as áreas de produção agrícola, de maneira equilibrada, contribuindo ainda mais para a diminuição das taxas de perdas de solo por erosão, gerando menor degradação ambiental e podendo ser um modelo de planejamento agrícola.

Resumo (inglês)

Water erosion is the main factor of soil degradation in rural areas. The process of soil loss is influenced by factors such as rainfall, natural characteristics of the soil in degrading itself, topographic features and the action of man through the use and occupation of the soil and conservationist practices, which can accelerate or reduce the process. The present study aimed to estimate soil losses by erosion, through the Revised Universal Soil Loss Equation (RUSLE), to evaluate the degradation degree of the watershed of Anhumas stream, located among the municipalities of Anhembi, Bofete and Botucatu, State of São Paulo. The study area is located geographically between the coordinates 48° 19' 37'' to 48° 16' 13'' of W Gr. longitude and 22° 59' 59'' to 22° 54' 30'' of S latitude, with an area of 2,649.66 hectares. The maps of rainfall Erosivity, soil Erodibility, topographic factor, use and occupation of soil, and soil conservation practices were elaborated in a Geographic Information System (GIS) from datas of the software netErosividade SP, soil map of the State of São Paulo, Digital Model of Elevation (DEM), - TOPODATA Project - and images of the LANDSAT-8 satellite, respectively. Was determined the Natural Potential for Erosion (NPE), the average annual soil loss, the subclasses of soil use capacity and the agronomic adequacy of lands of the Anhumas stream. The largest portion of the NPE is at the acceptable limit of possible losses, the areas with more critical potential, practically restricted to the more sloping portion and with higher Erosivity rate. Soil losses through the RUSLE model evidenced that the erosion process results of the interaction of abiotic (intrinsic of enviroment) and biotic factors (antropic action), but it was more influenced by Factor C (use and occupation of soil), mainly due to the influence of native vegetation and Permanent Preservation Areas (PPA). The map of subclasses of soil capacity use, allowed the indication of the uses and management in theory more adequate to the reality of the watershed in function of it’s characteristics, mainly due to soil classes and slope. The overlap of soil loss map and subclasses map allowed the elaboration of the map of agronomic adequacy, which demonstrated the capability of the watershed for annual crops, perennials in general, reforestation and pasture, besides the importance of allying areas of conservation/preservation of the native vegetation with areas of agricultural production, in a balanced way, contributing even more to the reduction of soil loss rates due to erosion, generating less environmental degradation and it can be a model of agricultural planning.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados