Fontes de matéria orgânica para inibição de fitopatógenos habitantes do solo

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2008-06-20

Orientador

Bettiol, Wagner

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Podridões radiculares e murchas, causadas respectivamente por Cylindrocladium spathiphylli e Verticillium dahliae, podem inviabilizar a produção comercial de espatifilo e da berinjela. Com o reconhecido potencial de fontes de carbono na indução de supressividade de solos e de substratos a diversos patógenos habitantes do solo, o presente trabalho teve como objetivos: 1) avaliar o potencial de seis fontes de carbono (esterco bovino de curral, cama de frango, torta de mamona, casca de camarão, hidrolisado de peixe e lodo de esgoto compostado) na inibição do crescimento micelial de C. spathiphylli; 2) avaliar o potencial de hidrolisado de peixe e cama de frango na indução de supressividade de substrato a C. spathiphylli; e 3) avaliar o efeito do hidrolisado de peixe no controle da murcha de verticilio em berinjela e no desenvolvimento das plantas. Para avaliar a inibição do crescimento micelial de C. spathiphylli, extratos aquosos das matérias orgânicas foram incorporados ao meio BDA nas concentrações de 0, 5, 10, 15, 20, 25 e 30% (v/v) Além disso, ao substrato padrão para espatifilo foram incorporados as matérias orgânicas nas concentrações de 0, 5, 10, 15, 20 e 25% (v/v) e as misturas colocadas em placas de petri e recobertas com uma camada de Agar-água. No centro das placas foi colocado um disco de micélio do patógeno em pleno desenvolvimento e avaliado o crescimento micelial. O extrato aquoso do hidrolisado de peixe, não autoclavado, a 25% reduziu o crescimento micelial. Os extratos autoclavados não inibiram o crescimento do patógeno. Nos substratos autoclavados apenas o hidrolisado de peixe, nas concentrações de 15 a 25%, inibiram completamente o crescimento micelial. Nos substratos não autoclavados o hidrolisado de peixe a 15, 20 e 25%, a torta de mamona a 15 e 25% e a casca de camarão a 20 e 25% inibiram complemente o crescimento micelial de C. spathiphylli...

Resumo (inglês)

Root rot and wilts, caused by Cylindrocladium spathiphylli and Verticillium dahliae, can impair the commercial production of Spathiphyllum and eggplant. In view of the known potential of some sources of carbon in the induction of soil and potting - mixes in the suppressiveness of several soil plant pathogens, the present study was carried out: 1) evaluate the potential of six sources of carbon (cattle manure, poultry manure, castor bean residues, shrimp skin, fish hydrolised and sewage sludge composted) in the inhibition mycelial growth of C. spathiphylli; 2) evaluate the potential of fish hydrolised and poultry manure in the induction of suppressiveness in potting mixes to C. spathiphylli; 3) evaluate the effect of fish hydrolised in the control of Verticillium wilt on eggplant and plant development. To evaluate the inhibition of mycelial growth of C. spathiphylli aqueous extracts of the organic materials were added in the concentrations of 0, 5, 10, 15, 20, 25 and 30% (v/v) to PDA (Potato-Dextrose-Agar) medium in Petri dishes. Moreover, organic materials in the concentrations of 0, 5, 10, 15, 20 and 25% (v/v) added to the standard potting-mix for Spathiphyllum in Petri dishes and covered a layer of water–agar meidum. A mycelial disk was deposited in the center of each dish, and the growth was evaluated daily. The treatment with... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

VISCONTI, Alexandre. Fontes de matéria orgânica para inibição de fitopatógenos habitantes do solo. 2008. vii, 61 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista , Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu, 2008.

Itens relacionados