Atributos químicos do solo e crescimento de laranjeiras ‘pera’ irrigadas com efluente de esgoto tratado e fertilizadas com lodo de esgoto compostado

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2012-05-25

Orientador

Grassi Filho, Hélio

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Irrigação e Drenagem) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O lodo de esgoto (LE) é a porção sólida do resíduo gerado no tratamento de águas servidas, sejam domésticas, industriais ou agroindustriais, contendo níveis elevados de matéria orgânica, macro e micronutrientes fundamentais para a fertilidade do solo. À porção líquida resultante deste tratamento da-se o nome de água residuária (AR) ou efluente de esgoto tratado (EET). O presente trabalho teve por objetivo avaliar os efeitos dos resíduos (lodo de esgoto compostado e efluente de esgoto tratado) nos parâmetros vegetativos das laranjeiras (altura de planta, diâmetro do caule e volume de copa), bem como nas características químicas do solo (pH, M.O., P, K, Ca, Mg, S, B, Cu, Fe, Mn, Zn, CTC e V%) e nos teores nutricionais (N, P, K, Ca, Mg, S, B, Cu, Fe, Mn e Zn) de laranjeiras ‘Pêra’ enxertadas em limoeiro ‘Cravo’, em função da substituição da adubação nitrogenada mineral pelo equivalente deste elemento presente no lodo de esgoto; e da irrigação das laranjeiras com efluente de esgoto tratado. Para o cálculo das doses a serem aplicadas, considerou-se 58% de umidade do material orgânico, 2,77% de N presente em sua constituição e taxa de mineralização de 30%, perfazendo as doses de 0, 6, 12, 18, 24 e 30 kg planta-1 de lodo de esgoto, complementando com fontes minerais os tratamentos necessários afim de satisfazer 100% da demanda nutricional da planta por este elemento. As plantas eram irrigadas por gotejamento, e o sistema baseou-se na reposição ao solo da quantidade de água evapotranspirada no dia imediatamente anterior, tanto nos tratamentos com água tratada quanto com efluente de esgoto tratado. Após coletados e tabulados, os dados foram submetidos a análise de variância e comparados pelo teste de Tukey a um nível de 5% de...

Resumo (inglês)

Sewage sludge (LE) is the portion of the solid waste generated in wastewater treatment, be it domestic, industrial or agro-containing high levels of organic matter, macro and micronutrients essential for soil fertility. In the liquid portion resulting from this treatment of the name of wastewater (AR) or treated sewage effluent (TSE). This study evaluate the effects of waste (sewage sludge composted and treated sewage effluent) on the parameters of qrow orange trees (plant height, stem diameter and canopy volume) and chemical soil characteristics (pH , MO, P, K, Ca, Mg, S, B, Cu, Fe, Mn, Zn, CTC and V%) and nutrient contentes (N, P, K, Ca, Mg, S, B, Cu, Fe , Mn and Zn) from orange Pera, due to the substitution of mineral N fertilization for the equivalent of that element present in sewage sludge, and irrigation the orange trees with treated sewage effluent. For the calculation of doses to be applied, it was considered 58% moisture content of organic matter, 2.77% of N present in their formation and mineralization rate of 30%, to doses of 0, 6, 12, 18, 00:30 kg plant-1 of sewage sludge, complete with mineral sources of N treatments needed to meet 100% of the nutritional demand of the plant by this element. The drip irrigation has been based on replacement of the ground amount of water transpired the day immediately prior, both in treated water and treated with treated sewage effluent. Once collected and tabulated, the data were subjected to analysis of variance and compared by Tukey test at a 5% level of significance. The results indicate that the sewage sludge acidification caused to these soils, increased MO, CTC in the soil, added significant amounts of Ca, P, S and micronutrients (B, Cu, Fe, Mn and Zn) in the soil. However, lower... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

ROMEIRO, Júlio César Thoaldo. Atributos químicos do solo e crescimento de laranjeiras ‘pera’ irrigadas com efluente de esgoto tratado e fertilizadas com lodo de esgoto compostado. 2012. viii, 145 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronômicas de Botucatu, 2012.

Itens relacionados