Avaliação da seletividade do herbicida saflufenacil em pré-emergência da cultura da soja

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-09-06

Orientador

Carbonari, Caio Antonio

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Agricultura) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo avaliar a seletividade do herbicida saflufenacil para a cultura da soja. Para tanto, foram conduzidos quatro experimentos, sendo dois a campo e dois em casa-de-vegetação. Os dois experimentos à campo foram conduzidos nos meses de dezembro de 2014 à abril de 2015, no município de Nova MaringáMT. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com quatro repetições, as variedades de soja utilizadas foram a TMG 132 RR e BIOGENE 4377 RR. Os tratamentos foram compostos de glyphosate + saflufenacil nas doses de 1080+35 g ha-1 e 1080+49 g ha-1 e glyphosate (1080 g ha-1) aplicado aos 21, 14, 7 e 0 dias antes da semeadura da cultura, uma testemunha sem qualquer intervenção no manejo de plantas daninhas e uma testemunha que foi capinada durante todo o ciclo da cultura. As variáveis analisadas foram fitointoxicação (7, 14 e 28 dias após a emergência da cultura), altura de plantas, estande de plantas, número de vagens, número de grãos por vagem e a produtividade da cultura. Nos experimentos em casa de vegetação, a cultivar de soja utilizada foi a TMG 7062 IPRO. Em cada experimento, os tratamentos foram constituídos pela aplicação do herbicida saflufenacil associado com herbicida glyphosate em três épocas de aplicação em pré-semeadura das cultura e uma testemunha sem aplicação. Desta forma, os tratamentos foram arranjados em um esquema fatorial 3x2, onde 2 foram os tratamentos herbicidas, sendo duas doses de saflufenacil (35 e 49 g i.a. ha-1) e 3 épocas de aplicação dos herbicidas em pré-semeadura da cultura e uma testemunha (sem aplicação). As variáveis avaliadas foram fitointoxicação (14 e 28 D.A.E), altura de plantas (14 e 28 D.A.E), massa seca da parte aérea, clorofila a, b e carotenoides (14 e 28 D.A.E), extravasamento de eletrólitos (14 e 28 D.A.E) e lipoperóxidos (14 e 28 D.A.E). Nos experimentos a campo, o herbicida saflufenacil foi seletivo para a cultivar TMG 132 RR, independentemente da dose utilizada ou da época aplicada. Já para a cultivar BG 4377 RR, o herbicida saflufenacil causou redução na produtividade da cultura, independentemente da dose aplicada. Nos experimentos em casa de vegetação foi perceptível que o teor de argila influenciou diretamente, no poder de dano do herbicida saflufenacil, sendo que as maiores reduções de matéria seca da parte aérea foram observados quando, as plantas de soja foram conduzidas em solo arenoso. Entretanto outros experimentos devem ser conduzidos em solos arenosos a nível de campo para maiores conclusões.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados

Financiadores