Habilidade competitiva entre espécies invasivas de mosca-branca, Bemisia tabaci (Gennadius) (Hemiptera: Aleyrodidae) em plantas de tomate e pimentão

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2017-02-23

Orientador

Krause-Sakate, Renate
Moura, Mônika Fecury

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A espécie de mosca-branca Bemisia tabaci é considerada uma das pragas mais importantes do mundo e está amplamente distribuída. Estudos recentes demonstraram que a B. tabaci não é composta por biótipos, mas sim por um complexo de espécies crípticas, morfologicamente idênticas. No Brasil, a espécie Middle East-Asia Minor1 (MEAM1, conhecida como biótipo B) é predominante nos cultivos desde a invasão nos anos 90. Em 2014, foi relatada pela primeira vez, no estado do Rio Grande do Sul, a presença da espécie Mediterranean (MED, conhecida como biótipo Q). Com base na importância da espécie MEAM1 no Brasil e da espécie MED em vários países da Europa e Ásia, o objetivo deste estudo foi avaliar a preferência das espécies e a oviposição em diferentes hospedeiros, bem como a habilidade competitiva entre as espécies invasivas e a predominância em plantas de tomate e pimentão. Para os ensaios de preferência por hospedeiros e oviposição foram utilizados plantas de algodão, feijão, pimentão e tomate. Os ensaios foram conduzidos com a contagem do número de insetos adultos em 12, 24 e 48 horas após o início e com a contagem dos ovos após 48 horas do início do ensaio. O número de adultos em algodão foi significativamente favorável à MED nos três períodos; para feijão, apenas em 12 horas favorável à MEAM1 e tomateiro não houve diferença. Para o número de ovos, em algodão e tomate, MED ovipositou mais comparada à MEAM1, enquanto que para feijão não houve diferença estatística. Os ensaios de habilidade competitiva foram conduzidos utilizando insetos recém-emergidos, onde 10 casais de insetos de cada uma das espécies crípticas foram colocados em seus hospedeiros para avaliação. Os resultados obtidos demonstraram que a espécie MED predominou sobre a espécie MEAM1 em pimentão híbrido Magali R na 4ª amostragem (120 dias após o início do experimento), enquanto que para o tomateiro cv Santa Clara, a espécie MEAM1 predominou sobre a MED também na 4ª amostragem (100 dias após o início do experimento), mostrando a preferência da espécie MED por pimentão e da espécie MEAM1 por tomateiro, indicando que problemas associados a vírus, bem como da mosca-branca como praga podem se agravar em pimentão.

Resumo (inglês)

The species of whitefly Bemisia tabaci is considered one of the most important pests in the world and is widely disseminated. Recent studies have shown that B. tabaci is not composed of biotypes, but rather by a complex of cryptic species, morphologically identical. In Brazil, the species Middle East-Asia Minor1 (MEAM1, known as biotype B) has been predominant in the fields since its invasion in the 1990s. In 2014, it was reported for the first time, in the state of Rio Grande do Sul, the presence of the Mediterranean species (MED, known as the Q biotype). The objective of this study was to evaluate the preference of these species and their oviposition in cotton, common bean, pepper and tomato, as well as the competitive displacement in tomato and pepper. The assays were conducted by counting the number of adult insects at 12, 24 and 48 hours after start and counting the eggs after 48 hours from the start of the assay. The results showed that for the number of adults in cotton there was a significant difference favoring MED in the three periods; for common bean, only in 12 hours is was favorable to MEAM1 and for tomato there was no difference between MED and MEAM1. Higher oviposition was observed for MED in cotton and tomato. Competitive displacement assays were conducted using 10 pairs of MED and MEAM1 newly emerged. MED species predominated over MEAM1 on pepper in the 4th sample (120 days after the start of the experiment), whereas MEAM1 species predominated over MED also in the 4th sampling (100 days after the beginning of the experiment) in tomato, showing the preference of the MED species for pepper and the MEAM1 species for tomato. Our results indicate that problems associated with MED as a pest and vector of virus to pepper plants can increase in Brazil.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados