Marxismo, a alienação e o tempo histórico da barbárie social do capital

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-06-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

O objetivo do ensaio é expor a alienação/estranhamento como o problema crucial do nosso tempo histórico, buscando salientar os significados do conceito de autotranscendência positiva da alienação, considerada por István Meszáros, como sendo o eixo da reflexão marxiana nos Manuscritos econômico-filosóficos. Para tanto, discorre sobre o novo registro histórico da Aufhebung nas condições da crise estrutural do capital e a vigência do capitalismo global como capitalismo manipulatório. Aborda a centralidade ontológica da problemática da vida cotidiana e o estranhamento na perspectiva da crítica radical do trabalho. Finalmente, coloca elementos para refletir, na perspectiva do marxismo radical, sobre a transição como sendo o problema de produção dos sujeitos humanos, capazes da autotranscendência positiva da alienação.

Resumo (inglês)

The purpose of this essay is to explore alienation as a crucial problem of our historic time, seeking to emphasize the meanings of the concept of positive self-transcendence of alienation, which is considered by István Meszáros as the central axis of Marxian reflection in the Economic-Philosophic Manuscripts. To do so, it looks at the new historic registration of Aufhebung considering the conditions of the structural crisis of capital and the rule of global capitalism as manipulative capitalism. It addresses the ontological centrality of the problematic of everyday life and alienation from the perspective of the radical criticism of work. Finally, it raises elements for reflection, from a radical Marxist perspective, about the transition as being the problem of production of human subjects, capable of positive self-transcendence from alienation.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Revista Katálysis. Programa de Pós-Graduação em Serviço Social e Curso de Graduação em Serviço Social da Universidade Federal de Santa Catarina, v. 16, n. 1, p. 57-62, 2013.

Financiadores