Eficácia da soja geneticamente modificada MON 87701 × MON 89788 com a expressão da proteína Cry1Ac no controle de Anticarsia gemmatalis (Hübner) e Pseudoplusia includens (Walker) (Lepidoptera: Noctuidae)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-06-27

Orientador

Fernandes, Odair Aparecido

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Entomologia Agrícola) - FCAV

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A soja transgênica MON 87701 × MON 89788 com Cry1Ac foi comparada com a soja isogênica não transgênica (M 8329) e soja RR (M 8360 RR) resistente ao herbicida glifosato no controle destes insetos, sob condições de casa-de-vegetação. Adotou-se o delineamento de blocos casualizados em parcelas subdividas com 4 repetições, sendo que os níveis de infestação corresponderam aos tratamentos primários, enquanto os genótipos de soja corresponderam aos tratamentos secundários. A soja foi cultivada em vasos plásticos sob gaiola telada. Os tratamentos primários para o ensaio com A. gemmatalis foram a) sem infestação; b) baixa infestação com liberação de 64,75+66,75 (fêmea+macho) adultos/parcela e c) alta infestação com liberação de 317,25+302,5 (fêmea+macho) adultos/parcela; enquanto para P. includens foram a) baixa infestação com liberação de 55,25+58,55 (fêmea+macho) adultos/parcela e b) alta infestação com liberação de 213,25+196,5 (fêmea+macho) adultos/parcela. Os tratamentos secundários foram soja MON 87701 × MON 89788; soja isogênica não transgênica; soja RR. Os resultados indicaram que a soja MON 87701 × MON 89788 foi altamente eficiente no controle da lagarta-da-soja e da falsa-medideira. A soja isogênica não transgênica (M 8329) e soja RR (M 8360 RR) não tiveram qualquer efeito nas populações de ambas as lagartas. Os adultos não discriminaram a soja geneticamente modificada e portanto não tiveram preferêncica para oviposição

Resumo (inglês)

The transgenic soybean MON 87701 × MON 89788 with Cry1Ac was compared to the isogenic non-transgenic soybeans (M 8329) and RR soybean (M 8360 RR) resistant to glyphosate in the control of the these pests, under greenhouse conditions. Split plot design with four randomized blocks (replications) and infestation levels corresponded to the primary treatment, together with the soybean genotypes corresponded to the secondary treatments was adopted in this study. Soybeans were planted in plastic pots under screened cage. For A. gemmatalis, the primary treatments were a) non-infested plants b) low infestation in which 64.75 +66.75 (female + male) adult/plot were releases c) high infestation in which 317.25 +302.5 (female + male) adult/plot were released; whereas, for P. includens the treatments were a) low infestation with 55.25 +58.55 (female + male) adult/plot and b) high infestation with 213.25 +196.5 (female + male) adult/plot released. The secondary treatments were soybean MON 87701 × MON 89788; isogenic non-transgenic soybean and RR soybean. The results indicated that soybean MON 87701 × MON 89788 was highly effective in controlling both velvetbean caterpillar and soybean looper. Adults of both insects were not able to discriminate the genetically modified soybean, therefore they did not show oviposition preference

Descrição

Idioma

Português

Como citar

CORBO, Edson. Eficácia da soja geneticamente modificada MON 87701 × MON 89788 com a expressão da proteína Cry1Ac no controle de Anticarsia gemmatalis (Hübner) e Pseudoplusia includens (Walker) (Lepidoptera: Noctuidae). 2011. xi, 37 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, 2011.

Itens relacionados