Estudo in vitro da osteogênese sobre a zircônia monolítica infiltrada com biovidros 45s5 e biok

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2024-03-05

Orientador

de Vasconcellos, Luana Marotta Reis

Coorientador

Avelino, Sarah Oliveira Marco

Pós-graduação

Curso de graduação

São José dos Campos - ICT - Odontologia

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Trabalho de conclusão de curso

Direito de acesso

Acesso restrito

Resumo

Resumo (português)

Objetivo: Avaliar o efeito do recobrimento de biovidros 45S5 e bioK na superfície de espécimes de zircônia na osteogênese in vitro. Material e Métodos: Foram confeccionadas amostras de zircônia T e divididas em 3 grupos: zircônia polida (ZRC); zircônia com biovidro 45S5 (Z+45S5); zircônia com biovidro bioK (Z+BK). Amostras foram produzidas para os testes de caracterização em que a morfologia das superfícies foi analisada por microscopia eletrônica de varredura e submetidas aos testes in vitro nos quais células mesenquimais obtidas de fêmures de ratos foram isoladas e plaqueadas com as amostras visando avaliar a influência destas na atividade e diferenciação osteoblástica, utilizando testes de citotoxicidade, avaliação do conteúdo de proteína total (PT), atividade da fosfatase alcalina (ALP) e formação de nódulos de mineralização. Os dados foram estatisticamente analisados mediante ao teste de normalidade e o nível de significância foi 5%. Resultados: Os resultados demonstraram que o Z+BK exibiu maiores valores de células viáveis que Z+45S5, porém não houve diferença estatistica (p>0,05). Também, observou-se produção de PT em todos os grupos, porém não houve diferença estatística no(p>0,05). Já no teste de ALP, Z+45S5 apresentou maiores valores, diferindo estatisticamente dos demais. Ademais, todos demonstraram formação de nódulos de mineralização. Conclusão: Concluiu-se que a aplicação de biovidros na superfície de zircônia apresenta modificações favoráveis à osteogênese.

Resumo (inglês)

Objective: To evaluate the effect of coating 45S5 and bioK bioglass on the surface of zirconia specimens on osteogenesis in vitro. Material and Methods: T zirconia specimens were made and divided into 3 groups: polished zirconia (ZRC); zirconia with 45S5 bioglass (Z+45S5); zirconia with bioK bioglass (Z+BK). Samples were produced for characterization tests in which the morphology of the surfaces was analyzed by scanning electron microscopy and submitted to in vitro tests in which mesenchymal cells obtained from rat femurs were isolated and plated with the samples in order to evaluate their influence on osteoblastic activity and differentiation, using cytotoxicity tests, evaluation of total protein (TP) content, alkaline phosphatase (ALP) activity and mineralization nodule formation. The data was statistically analyzed using the normality test and the significance level was 5%. Results: The results showed that Z+BK exhibited higher values of viable cells than Z+45S5, but there was no statistical difference (p>0.05). PT production was also observed in all groups, but there was no statistical difference (p>0.05). In the ALP test, Z+45S5 showed higher values, differing statistically from the others. In addition, they all showed the formation of mineralization nodules. Conclusion: It was concluded that the application of bioglass on the zirconia surface presents changes favorable to osteogenesis

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados