Continuous infusion in adult females dogs submitted to ovariohysterectomy with midazolam-xylazine and/or medetomidine pre-treated with methotrimeprazine and buprenorphine

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-08-01

Autores

Silva, Fernando do Carmo [UNESP]
Hatschbach, Eduardo [UNESP]
Lima, Alfredo Feio da Maia [UNESP]
Carvalho, Yuri Karaccas de [UNESP]
Massone, Flávio [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia

Resumo

OBJETIVO: Comparar através de infusão contínua de xilazina ou medetomidina associada à metotrimeprazina e buprenorfina, cetamina e midazolam, o grau de hipnose, miorrelaxamento e qualidade anestésica e a viabilidade cirúrgica, avaliando eventuais alterações paramétricas e qualidade de recuperação. MÉTODOS: Foram utilizados 20 cães fêmeas, adultas, hígidas (3 a 5 anos de idade) com peso corporal entre 7 e 15 quilos, escolhidas e distribuídas aleatoriamente de forma homogênea em 2 grupos de 10 animais cada, (n=10) sendo estes designados por Grupo 1 (G1), e Grupo 2 (G 2). em G1, os animais foram submetidos a um pré-tratamento com metotrimeprazina na dose de 1,0 mg/kg e buprenorfina na dose de 0,003mg/kg ou 3 µg/kg intravenoso. Decorridos 15 minutos, administrou-se cetamina na dose de 5,0 mg/kg e midazolam na dose de 0,2 mg/kg intravenoso. Imediatamente após a indução iniciou-se administração contínua, por um período de 30 minutos, da associação anestésica de midazolam 0,4 mg/kg/h, cetamina 20mg/kg/h e xilazina 1,0 mg/kg/h IV. em G 2 utilizou-se a mesma técnica empregada em G1 substituindo-se, a xilazina pela medetomidina na dose de 30µg/kg/h. RESULTADOS: Verificou-se em G1 bloqueio átrio-ventricular de primeiro e segundo grau, período de recuperação mais longo além de menor qualidade. em G 2 observou-se bloqueio átrio-ventricular de primeiro grau isolado e de ação fugaz. CONCLUSÕES: Ao se aplicar o método de infusão contínua, além da redução dos fármacos aplicados, evitaram-se efeitos colaterais permitindo uma recuperação mais tranqüila e isenta de excitações, ambos os protocolos permitiram a realização do ato cirúrgico (ovário-salpingo-histerectomia), causando uma redução da hipnose e um miorrelaxamento acentuado. A xilazina e a medetomidina apresentam um comportamento farmacodinâmico semelhante, porém com aspectos clínicos diferentes, as alterações eletrocardiográficas observadas em G 2 e em menor grau em G1 devem ser melhor estudadas.
PURPOSE: To compare, by continuous infusion of ketamine or medetomidine combined to methotrimeprazine and buprenorphine, ketamine and midazolam, the degree of hypnosis, myorelaxation, anesthetic quality and surgical feasibility through evaluation of possible parametric alterations and recovery quality. METHODS: 20 healthy adult females dogs, aged 3 to 5 years, body weight between 7 and 15 kg, were assigned randomly and homogenously to 2 groups of 10 animals each (n=10), group 1 (G1) and group 2 (G2), respectively. Animals of G1 were subjected to a pre-treatment with intravenous 1.0 mg/kg methotrimeprazine and or 3ì/kg. After 15 minutes, a 5.0 mg/kg ketamine and 0.2 mg/kg midazolam were intravenously injected. Immediately after induction, an anesthetic combination of 0.4 mg/kg/h midazolam, 20 mg/kg/h ketamine and 1.0 mg/kg/h xylazine, was continuously and intravenously administered for 30 minutes. The same techniques were used in G2 except for the substitution of xylazine for 30ìg/kg/h medetomidine. RESULTS: In G1 there was a 1st and 2nd degree atrioventricular heart block, a longer recovery period and lower quality. In G2 a 1st degree atrioventricular heart block occurred but isolated and ephemeral. CONCLUSIONS: The continuous infusion method, besides reducing drugs utilization, prevented collateral effects allowing a more tranquil recovery with no excitations, both protocols permitted the surgical procedure (ovary-hysterectomy) bringing about a reduction in hypnosis and an accentuated myorelaxation. Xylazine and medetomidine showed a similar pharmacodynamic behavior but with different clinical aspects. The electrocardiographic alterations observed in G2 and in a lower degree in G1 must be well studied. Describers: dogs, ketamine, methotrimeprazine, medetomidine, midazolam and xylazine.

Descrição

Palavras-chave

Metotrimeprazina, Medetomidina, Midazolam, Xilazina, Cães, Methotrimeprazine, Medetomidine, Midazolam, Xylazine, Dogs

Como citar

Acta Cirúrgica Brasileira. Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, v. 22, n. 4, p. 272-278, 2007.