Taxa de aplicação e uso de surfactante siliconado na deposição da pulverização e controle da ferrugem da soja

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2015

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Associação Brasileira de Engenharia Agrícola

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

Chemical control efficiency of Asian soybean rust (ASR), besides other factors, is associated with an appropriate fungicide application technique. This study aimed to evaluate the effect of different application technologies on spray deposition and ASR control in 2009-2010 and 2010-2011 crop seasons. The experimental design was a completely randomized block with four replications in a 3x2 factorial scheme. Three application rates were tested (60, 110 and 160 L ha-1)with and without silicone surfactant addition using a Brilliant Blue dye tracer in spray solution to analyze deposition (Experiment 1). For disease severity, thousand grain weight (TGW) and yield were evaluated on the same experimental design as used in Experiment 1 plus a control (3x2+1). It was used the fungicide mixture of azoxystrobin and epoxiconazol in four replications against ASR (Experiment 2). Application rates and surfactant use did not affect spray deposit levels on middle and bottom plant parts. The fungicide mixture at 160 L ha-1 was more effective for disease control and showed a greater yield in the 2010-2011 crop season. Chemical control with fungicides and application rates proper to the plant growing stage become essential to ensure a good soybean yield.

Resumo (português)

A eficiência do controle químico da ferrugem-asiática da soja (FAS), além de outros fatores, está associada ao uso da técnica de aplicação de fungicida mais adequada. O trabalho teve por objetivo avaliar tecnologias de aplicação sobre os depósitos da pulverização e controle da FAS nos anos agrícolas de 2009-2010 e 2010-2011. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, e os tratamentos distribuídos no esquema fatorial 3x2 (três taxas de aplicação: 60; 110 e 160 L ha-1 com e sem adição de surfactante siliconado) sobre os depósitos da pulverização, usando como marcador o corante Azul Brilhante, em quatro repetições (Experimento 1). Para avaliação da severidade da doença, peso de mil grãos (PMG) e produtividade, foi adotado o mesmo delineamento do primeiro experimento, com acréscimo de uma testemunha (3x2+1), utilizando a mistura fungicida epoxiconazole associado com azoxistrobina, com quatro repetições (Experimento 2). As taxas de aplicação e o uso do surfactante não influenciaram os níveis dos depósitos da pulverização nas folhas das partes mediana e inferior da planta. Pulverização com a mistura fungicida na taxa de 160 L ha-1proporcionou maior controle da FAS e maior produtividade no ano agrícola de 2010-2011. O controle químico com fungicida, na taxa de aplicação adequada ao estádio de desenvolvimento da planta, torna-se indispensável para a garantia da produtividade na cultura da soja.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Engenharia Agrícola. Associação Brasileira de Engenharia Agrícola, v. 35, n. 3, p. 514-527, 2015.

Itens relacionados

Financiadores