ATIVIDADE DE PEROXIDASES (EC 1.11.1.7) E TEOR DE PROLINA NO EMBRIÃO E COTILÉDONES DE FEIJOEIRO Phaseolus vulgaris L. em CONDIÇÕES DE SALINIDADE

Nenhuma Miniatura disponível

Data

1997-09-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade de São Paulo (USP), Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ)

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Os efeitos da salinidade sobre a atividade de peroxidases foram acompanhadas no embrião e em cotilédones de feijoeiro Phaseolus vulgaris L. cv. Carioca, observando-se em ambos, aumento na atividade das enzimas. Com relação ao teor de prolina, ocorreu decréscimo constante no embrião de feijoeiro cultivado em condições salinas, entretanto, nos cotilédones, verificou-se aumento progressivo em condições de presença ou ausência de salinidade.

Resumo (inglês)

Changes in proline level and peroxidase activity in bean embryo and cotiledon were studied in response to salinity conditions. Activity of peroxidases (EC 1.11.1.7) in bean embryo and cotiledon (Phaseolus vulgaris L. cv. Carioca) was higher than in seedlings growing in the absence of NaCl. Proline level decresead constantly in bean embryo growing in saline conditions. However, in cotiledon the proline content increased progressively in the absence and presence of NaCl in growth solution.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Scientia Agricola. São Paulo - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, v. 54, n. 3, p. 217-220, 1997.

Itens relacionados

Financiadores