Aspectos físico-químicos e bioquímicos durante o armazenamento refrigerado do caqui em atmosfera modificada passiva

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2015

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

Biochemical and physiochemical quality of 'Rama Forte' persimmon stored under refrigeration and passive modified atmosphere condition were evaluated. Persimmon fruits were picked up with orange yellow epidermis coloration, select and conditioned in trays of expanded polystyrene (EPS), covered by polyethylene plastic film of low density (PEBD) and stored under refrigeration (7 ± 1ºC) with 85 ± 5% of relative humidity, being appraised every five days, for 20 days. The analyzes performed were: weight loss, respiratory activity, hidrogenionic potential (pH), titratable acidity (AT), soluble solids content (SS), activity of the polyphenoloxidase enzymes (PPO) and peroxidase (PPO), total phenolics, total antioxidant activity (TAA ) total, anthocyanin and carotene. Weight loss occurred in fruits but the percentage was low and did not change the fruits quality that show peak during the fifth day of storage. The pH, SS and AT values did not change significantly during the experimental period. Not significantly activity enzymes for PPO and POD were checked. The total phenolics compounds decreased after the fifth day of storage and the values of AA rise up during the storage, not being found correlation among these parameters. The anthocyanin and carotene content decreased during the storage. Therefore, the refrigerated storage associate with the passive modified atmosphere they were effective in the maintenance in part of the appraised quality parameters, because it might have influenced in the reduction of the anthocyanin and carotene values, compounds that have a nutritional interest.

Resumo (português)

Avaliou-se o comportamento físico-químico e bioquímico do caqui 'Rama Forte' armazenado sob refrigeração em condição de atmosfera modificada passiva. Utilizou-se frutos colhidos com coloração da epiderme amarelo alaranjado, sendo, após seleção, acondicionados em bandejas de poliestireno expandido, revestidas por filme plástico de polietileno de baixa densidade (10 µm de espessura) e armazenados à 7 ± 1ºC e 85 ± 5% de UR, avaliados a cada cinco dias durante 20 dias. As análises realizadas foram perda de massa, atividade respiratória, coloração da polpa e do pericarpo, potencial hidrogeniônico (pH), acidez titulável (AT), sólidos solúveis (SS), atividade das enzimas polifenoloxidase (PPO), peroxidase (POD), compostos fenólicos totais, atividade antioxidante total (AAT), antocianinas e carotenóides totais. Ocorreu baixa porcentagem perda de massa nos frutos, que não alterou a qualidade dos mesmos que apresentam pico respiratório no quinto dia de armazenamento. Os valores de pH, SS e AT, assim como a atividade das enzimas PPO e POD, não alteraram significativamente durante o período experimental. Os compostos fenólicos totais, antocianinas e carotenóides totais decresceram após o quinto dia de armazenamento e os valores de AAT aumentaram durante o armazenamento. O armazenamento refrigerado associado à atmosfera modificada passiva foram efetivos na manutenção de parte dos parâmetros de qualidade avaliados, no entanto, pode ter influenciado na redução dos valores de antocianinas e carotenóides, compostos estes que são de interesse nutricional.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Nativa, v. 3, n. 1, p. 16-21, 2015.

Itens relacionados

Financiadores