Amplitude de temperaturas ótimas para o crescimento de clones de Eucalyptus no Brasil e Uruguai

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2020-06-01

Orientador

Campoe, Otávio Camargo
Guerrini, Iraê Amaral

Coorientador

Pós-graduação

Ciência Florestal - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

A diversidade de climas na América do Sul, associada a grande adaptabilidade do gênero Eucalyptus tem estimulado a busca por materiais genéticos superiores e de alta produtividade. O melhoramento genético evoluiu no desenvolvimento de genótipos em sítios específicos, mas ainda apresenta carência de informações quanto à interação entre o comportamento dos genótipos em condições climáticas e edáficas contrastantes. O projeto TECHS (Tolerância de Eucalyptus Clonais aos Estresses Hídrico Térmico e Biótico) do IPEF (Instituto de Pesquisa e Estudos Florestais) conta com materiais genéticos clonais distribuídos em uma amplitude de temperatura média anual de 16 oC a 30 oC e disponibilidade hídrica anual de 800 mm a 1800 mm. Este trabalho objetivou avaliar o efeito da variabilidade inter e intra-anual do clima sobre a produtividade de clones comerciais de eucalipto em oito sítios localizados em: Bocaiúva (MG/Brasil), Conchillas (Uruguai), Eunápolis (BA/Brasil), Mogi Guaçu (SP/Brasil), Otacílio Costa (SC/Brasil), Paysandu (Uruguai), Telêmaco Borba (PR/Brasil) e Urbano Santos (MA/Brasil). O diâmetro na altura do peito (DAP) de genotipos de eucalipto foram monitorados em alta resolução temporal (quinzenal e/ou mensal) durante 6 anos (2012 – 2018). Além disso, estações meteorológicas coletaram informações climáticas a cada 1 h em cada sítio experimental. Nós desenvolvemos um novo método de calibração que descreve a faixa de temperatura mensal para o crescimento das árvores através da otimização dos parâmetros. Em seguida, indicamos a faixa de temperatura necessária para o crescimento dos 7 genótipos mais plantados na América do Sul. A equação polinomial de 2º grau foi recomendada para explicar os limites de temperatura para o crescimento das árvores. Por fim, os resultados deste estudo poderão ser utilizados nos programas de melhoramento genético, aprimoramento de modelos de prognose de crescimento e no zoneamento dos genótipos de eucalipto.

Resumo (inglês)

The diversity of climates in South America which is associated with the great adaptability of the genus Eucalyptus, has stimulated the search for superior and high productivity genetic materials. Genetic improvement has evolved in the development of genotypes at specific sites, but it still shows information insufficient the interaction between genotype behavior in contrasting climatic and edaphic conditions. The TECHS project (Cooperative Program on Clonal Eucalyptus Tolerance to the Hydrous and Thermal Stresses) from IPEF (Forestry Science and Research Institute) has clonal genetic materials distributed over an average annual temperature range from 16 oC to 30 oC and annual water availability from 800 mm to 1800 mm. This study aimed to evaluate the effect of inter and intra-annual climate variability on the productivity of Eucalyptus commercial clones in eight sites located in: Bocaiúva (MG / Brazil), Conchillas (Uruguay), Eunápolis (BA / Brazil), Mogi Guaçu (SP / Brazil), Otacilio Costa (SC / Brazil), Paysandu (Uruguay), Telemaco Borba (PR / Brazil) and Urbano Santos (MA / Brazil). Diameter at breast height (DBH) of Eucalyptus genotypes were monitored with high temporal resolution (biweekly and/or monthly) for 6 years (2012 - 2018). In addition, meteorological stations collected weather information every 1 h at each experimental site. We developed a new calibration method that describes the monthly temperature range for tree growth by parameter optimization. After that, we indicate the temperature range required for the growth of the 7 most planted genotypes in South America. The 2nd degree polynomial equation was recommended to explain temperature threshold for tree growth. Finally, the results of this study may be used in breeding programs, enhancement of growth prognosis models and zoning of Eucalyptus genotypes.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados