Begomovírus de plantas de pimentão e tomate no Estado de São Paulo: ocorrência, variabilidade, identificação de biótipos de bemisia tabaci e de resistência em capsicum spp

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2009-05-15

Orientador

Sakate, Renate Krause

Coorientador

Pós-graduação

Agronomia (Proteção de Plantas) - FCA

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Considerando o aumento de begomovírus e mosca-branca no campo o presente trabalho teve como objetivos a detecção, a caracterização molecular e a análise da diversidade genética de begomovírus em pimentão e tomateiro em diferentes municípios do Estado de São Paulo: Piraju, Tejupá, Santa Cruz do Rio Pardo, São Pedro do Turvo, São Miguel Arcanjo, Itapetininga, Lins, Sabino, Timburí, Iacanga, Pirajuí, Avaí, Reginópolis e Salto; a identificação de biótipos de B. tabaci por meio da amplificação do gene mitocondrial (citocromo oxidase I - mtCOI) seguido de seqüenciamento ou RFLP utilizando a enzima Taq I e a avaliação para resistência de acessos de Capsicum spp. a dois isolados de ToSRV. A análise da variabilidade foi realizada por meio de seqüenciamento da região da capa protéica (DNA-A) com oligonucleotídeos universais e, paralelamente, as mesmas amostras foram testadas por amplificação por círculo rolante (RCA) sendo, posteriormente, clivadas com a enzima de restrição HpaII. Um total de 812 amostras foi analisado, sendo 709 de pimentão e 103 de tomate. Por PCR tradicional, foram detectadas positivas para presença de begomovírus 98 amostras provenientes de pimentão e 39 de tomateiro, e por RCA-PCR, foram 332 e 82 respectivamente, evidenciando maior sensibilidade desta técnica. Dessas amostras, foram seqüenciadas 39 de pimentão e 25 de tomateiro, verificando-se ocorrência prevalente da espécie ToSRV no estado de São Paulo. Infecção mista com ToSRV e ToYVSV foi observada tomateiro. Por RCA-RFLP, foram observados quatro padrões de clivagem com a enzima HpaII e todos foram confirmados como sendo da espécie ToSRV indicando variabilidade molecular intraespecífica. Para tomateiro, foram observados 18 padrões de restrição, dois idênticos aos verificados em plantas de pimentão indicando, possivelmente, infecção pelos mesmos isolados de ToSRV, porém...

Resumo (inglês)

Considering the high incidence of begomoviruses and the whitefly on the field, the objetives of this work were to analyze the genetic diversity of begomoviruses infecting pepper and tomato plants in different counties of São Paulo State: Piraju, Tejupá, Santa Cruz do Rio Pardo, São Pedro do Turvo, São Miguel Arcanjo, Itapetininga, Lins, Sabino, Timburí, Iacanga, Pirajuí, Avaí, Reginópolis and Salto; the identification of biotypes of B. tabaci through the amplification of the mitochondrial gene (cytochrome oxidase I) 4 followed by sequencing the gene or analysis by RFLP using the enzyme TaqI and the evaluation of Capsicum spp. for the resistance source for two isolates of ToSRV. The coat protein from the DNA A of the begomovirus was amplified and sequenced, and the same samples were amplified by rolling circle amplification (RCA) followed by analysis by RCA-RFLP using the HpaII enzyme. A total of 812 samples were analyzed, 709 from pepper and 103 from tomato. By PCR, 98 samples from pepper and 39 from tomato were positives for the presence of begomoviruses, while by RCA-PCR 332 and 82 respectively. Thirty-nine samples from pepper and 25 from tomato were sequenced indicating the prevalence of the ToSRV species in São Paulo State. Mixed infections with ToSRV and ToYVSV were found in tomato plants. By RCA-RFLP four restriction profiles were found for ToSRV in pepper plants. In tomato 18 profiles were observed: two identical as observed for ToSRV in pepper, indicating possible infection with the same ToSRV isolates, a profile for ToSRV and ToYVSV mixed infections and also different profiles for ToSRV isolates didn’t found in pepper plants. The sequencing of 17 samples of B. tabaci mitochondrial citochrome oxidase I gene and analysis by Taq I digestion of whiteflies collected in growers areas of pepper and tomato indicated only the presence of the B biotype... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

ROCHA, Kelly Cristina Gonçales. Begomovírus de plantas de pimentão e tomate no Estado de São Paulo: ocorrência, variabilidade, identificação de biótipos de bemisia tabaci e de resistência em capsicum spp. 2009. xi, 106 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agronomicas de Botucatu, 2009.

Itens relacionados

Financiadores