Produção de pimentão com vibração das plantas

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2007-08-01

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Editora da Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Realizou-se este trabalho na Fazenda Experimental São Manuel (FCA/UNESP), município de São Manuel-SP, com o objetivo de avaliar a produção de frutos e sementes de pimentão em estufa fechada através da vibração das plantas. Foram avaliados 4 híbridos comerciais (Magali R, Margarita, Rúbia R e Elisa) e 2 tratamentos de vibração (1- sem vibração das plantas; 2- com vibração das plantas), totalizando 8 tratamentos (fatorial: 4 híbridos x 2 tratamentos de vibração), avaliados no delineamento em blocos ao acaso, com 6 repetições e 5 plantas por parcela. Obteve-se maior número de frutos por planta no híbrido Magali R, porém estes apresentaram menor massa média, resultando em ausência de diferença de produção, em massa, entre os híbridos. A vibração das plantas não afetou as características avaliadas (número e massa de frutos por planta, massa média de frutos e número de sementes por fruto). Provavelmente a taxa de autogamia natural destes híbridos é elevada e a vibração das plantas não interfere na produção de frutos e sementes, mesmo na ausência de insetos polinizadores e vento para balançar as plantas.

Resumo (inglês)

This work was set up at São Manuel Experimental Farm (FCA/UNESP, in São Manuel-SP), to evaluate fruit and seed production in sweet pepper at protected cultivation with plant vibration. Four commercial hybrids (Magali R, Margarita, Rúbia R e Elisa) and two vibration treatments (1- without plant vibration; 2- with plant vibration), totalizing eight treatments (factorial: 4 hybrids x 2 vibration treatments) were evaluated in randomized blocks design, with six replicates and five plants per plot. Greater fruit number per plant were obtained in Magali R hybrid, but its fruits presented smaller average weight, resulting in no yield difference among hybrids. Plant vibration did not affect the characteristics evaluated (fruit yield, average fruit weight and seed number per fruit). Probably, natural autogamy rates in these hybrids is great and plant vibration had no effect in fruit and seed yield, even without pollination insects and wind to shake plants.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Ciência e Agrotecnologia. Editora da Universidade Federal de Lavras (UFLA), v. 31, n. 4, p. 1061-1066, 2007.

Itens relacionados