Dois critérios de seleção na pré- desmama em bovinos da raça Gir. 2. Efeito na classificação dos animais

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2005-06-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Sociedade Brasileira de Zootecnia

Resumo

A utilização de dois critérios de seleção na pré-desmama, ganho médio diário do nascimento à desmama (GMD) e dias para ganhar 160 kg do nascimento à desmama (D160), foi estudada, analisando-se informações de 16.592 animais, provenientes do controle de desenvolvimento ponderal da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu, nascidos no período de 1978 a 1994. Foram incluídos no modelo o efeito fixo de grupo de contemporâneos e os efeitos aleatórios genético aditivo de animal e materno, de ambiente permanente materno e o erro. A covariância entre os efeitos direto e materno foi considerada igual a zero. As estimativas dos componentes de variância e herdabilidade foram obtidas pelo método da máxima verossimilhança restrita e os valores genéticos preditos (VGs), por modelos animais uni-característica. As estimativas de herdabilidade foram: 0,12; 0,05; 0,10 e 0,05 para GMD (efeito direto), GMD (efeito materno), D160 (efeito direto) e D160 (efeito materno), respectivamente. Foram estimadas a correlação genética entre GMD e D160 (efeito direto e materno) e a correlação de classificação (Spearman) entre os valores genéticos para as categorias de touros, vacas e bezerros. As estimativas de correlação genética entre GMD e D160 foram 0,86 e 0,88, para o efeito direto e materno, respectivamente. As estimativas de correlação de ;rank;, também foram altas, entretanto, nenhuma foi igual a um, resultando em alterações na classificação dos animais. A relação entre as médias aritmética (A) e harmônica (H) e o desvio-padrão (S) do GMD ajustado para efeitos ambientais e maternos (GMDc) foi verificada utilizando-se um modelo restrito, sem intercepto, mediante as regressões linear e quadrática do S do GMDc sobre a diferença entre a média aritmética e média harmônica (A-H). Os resultados evidenciaram que, semelhantemente a H, o critério D160 apresentou a propriedade de discriminar touros com progênie mais uniforme.
Two different preweaning selection criteria in Gyr cattle: average daily gain from birth to weaning (ADG) and number of days to gain 160 kg from birth to weaning (D160) were evaluated in this study. Records from the Brazilian Zebu Breeders Association obtained from 1978 to 1994, were studied. (Co)variance components and heritabilities were estimated by restricted maximum likelihood derivative free method, and expected breeding values (EBV) were predicted using an single trait animal model. In the model, contemporary group was considered as fixed effect and direct and maternal genetic, permanent environment and error as random effects. The covariance between the genetic direct and maternal genetic effects was assumed to be zero. Pearson's and Spearman's correlations of direct and maternal breeding values for ADG and D160 were estimated. Estimated heritability values were 0.12, 0.05, 0.10 and 0.05 for ADG (direct effect), ADG (maternal effect), D160 (direct effect), and D160 (maternal effect), respectivelly. The genetic correlation estimates between ADG and D160 for direct (0.86) and maternal effects (0.88) showed a strong and positive association. Rank correlation estimates were also high but not the unity, so changes occured in the animals rankings according to the trait adopted as the criterion. The relationship between the harmonic mean (H), arithmetic mean (A) and standard deviation (S) of ADG preajusted for environmental and maternal effects was also studied according to linear and quadratic regression of S on the diffrence between A and H (A-H). The results indicated that similarly to H, D160 favoured sires with more homogeneous progeny.

Descrição

Palavras-chave

days to gain 160 kg, average daily gain, Genetic parameter, harmonic mean, dias para ganhar 160 kg, Ganho médio diário, média harmônica, Parâmetros genéticos

Como citar

Revista Brasileira de Zootecnia. Sociedade Brasileira de Zootecnia, v. 34, n. 3, p. 816-826, 2005.